De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

Jogo do dia Euro2016: Portugal – País de Gales

© Ricardo Silva / BOM DIA

Numa primeira parte em que Portugal teve muita dificuldade em entrar no último terço de Gales, o jogo foi bastante morno, demasiado tático. Utilizando uma variante entre o losângulo o 4x1x3x2 e o 4x4x2 e Bruno Alves com grande exibição desta vez a aparecer no lugar de Pepe.

Bale muito recuado a vir buscar muito atrás o jogo de Gales e Ronaldo a trabalhar e bem taticamente e a sofrer mais um pênalti não assinalado. A equipa das quinas conseguiu 2 remates com perigo 1 de João Mário outro de Adrien.

Gales usou e abusou nos passes em profundidade apenas fez um remate perigoso à figura Patricio por Bale, a conduzir uma rápida transição.

Ronaldo teve ainda uma boa oportunidade de cabeça a cruzamento de Adrien, Adrien que efectuou mais uma excelente exibição.

Mais uma vez previsíveis os portugueses apenas atacaram com jogo exterior.

Na segunda metade apareceu cedo o golo português num pontapé de canto desta vez marcado de forma diferente à maneira curtam aberto Ronaldo respondeu com um grande cabeceamento e fez o 1-0. E logo a seguir num ataque rápido Ronaldo remata para desvio de Nani a fazer o 2-0, estava desbloqueado o jogo, com Gales a ter de arriscar e Portugal a jogar como gosta a controlar a posse e a sair com espaço para o ataque, conseguiu dessa forma mais algumas ocasiões para fazer o terceiro golo, que não viria a conseguir.

24 remates contra 12 dos galeses , Ronaldo terminou o jogo com 12 remates, Renato Sanches com 7 recuperações assim como Chester de Gales ele que foi a par de Bale o melhor jogador da sua equipa. De qualquer forma destaque para o realismo da seleção portuguesa a conseguir um objetivo tremendamente difícil contra tudo e contra quase todos está na final do Euro 2016.

Estamos na luta.