De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

Jogo do dia Euro2016: Alemanha-Itália

A Itália foi fiel ao seu esquema habitual o 3x5x2, já a poderosa Alemanha resolveu inovar em relação no seu esquema tático optando também por 3x5x2, talvez como um sinal de respeito pelo que os italianos vinham fazendo até aqui.

Uma primeira parte a mostrar uma Alemanha com mais posse de bola, onde volto a salientar é impressionante onde é capaz de jogar a sua linha defensiva  em organização ofensiva, e uma Itália a sair em transição rápida. Com a curiosidade de as duas equipas pressionarem bem alto na primeira fase de construção do adversário, ainda assim a equipa transalpina assim que percebia que esse pressing não teria sucesso recuava rapidamente para bloco baixo, tentando fechar todas as linhas de passe para os avançados Gomez e Muller, Gomez que apenas teve um cabeceamento e um remate perigoso onde recebeu após um ressalto. A Itália já no fim dos primeiros 45m poderiam ter chegado ao golo inaugural numa fugida de Giaccherini ao defesas alemães a cruzar para remate perigoso de Sturaro.

A segunda parte trouxe uma Itália a arriscar mais, mas a perder um pouco o controle ao conceder algumas faltas e consequentes cartões amarelos e ainda uma ocasião clara de Muller, que Florenzi conseguiu evitar que transpusesse a linha de golo de calcanhar.

Na jogada seguinte e num dos movimentos característicos dos bávaros, o lateral Hector rompeu por dentro e cruzou atrasado para o golo de Ozil, isto a meio da segunda parte.

Quando se pensava que a Alemanha seguiria tranquila até final com o mesmo resultado eis que surge um erro tremendo de Boateng ao cortar um lance da área com o braço, penalti claro, convertido por Bonnuci. O jogo prosseguiu na mesma toada até final, a mesma toada que refletiriam os 12-12 em remates e 3-3 à baliza. Nos passes Hummels foi o melhor com 109, nos duelos aéreos Pèlle com 4/4 reinou, nas recuperações Kroos com 9 roubou muito, e Howedes com 6 intercepções dominou.

Prolongamento com muitas reservas das duas equipas não querendo cometer erros, realce apenas para uma situação de Draxler.

E após dezoito penaltis o vencedor foi encontrado, dois monstros das balizas Neuer e Buffon, levou a melhor o Alemão e segue com o seu país para as meias finais.