De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

Jardins botânicos encantadores

Os jardins botânicos têm um papel importante na exposição, cultivo, pesquisa, preservação e restauração ecológica. Em todo o mundo, vamos encontrar neste tipo de espaço plantas, flores, árvores, trepadeiras, plantas aquáticas, ervas aromáticas e ervas medicinais maravilhosas.

Cada jardim botânico tem as suas próprias características e temas educativos. Alguns têm plantas de uma só região e outras são oriundas de variadíssimas zonas do mundo. Muitas vezes, é necessário criar ambientes ideais para o desenvolvimento deste tipo de seres vivos. Para isso, são montadas estufas modernas, onde os visitantes podem ficar a saber acerca da temperatura ideal para certas plantas.

É também habitual encontrar nos jardins botânicos estátuas, pequenas cascatas, pontes, lagos, fontes, repuxos e lagos. Alguns são geridos por universidades, outros pelo município ou ainda por instituições ligadas à investigação científica.

No Jardim Botânico do Porto, o visitante poderá visitar o e-Learning Café assim como a Galeria da Biodiversidade. No Jardim Real de Edinburgh, na Grã-Bretanha, para além de outros temas, a equipa dedica-se à conservação e à investigação científica de fungos. Quanto ao Jardim Botânico de Brooklyn nos EUA, sugere-se a observação das Hamamelis inermedia Jelena e a visita ao Pavilhão do Deserto.

Em relação ao Jardim Botânico de Londres, vale a pena realçar as exibições educativas e a coleção de plantas carnívoras. O Jardim Japanês de Den Haag na Holanda, criado já no século XX é um jardim frágil e com plantas e árvores raras. Só está aberto oito semanas por ano, mas tem pequenas pontes e um pavilhão encantador.

O Rio de Janeiro também tem uma grande superfície considerada como Jardim Botânico. A cidade tem orgulho em expõr as suas orquídeas, palmeiras deslumbrantes e o seu herbário. Este espaço verde, tem excelentes caminhos para passeios. Em Sydney, na Austrália, o Jardim Botânico tem uma boa equipa de horticultores, arboricultores, patologistas de plantas, botânicos e designers de exibições.

Embora existam muitos mais Jardins Botânicos muito bem cuidados e espalhados pelo mundo, o Jardim Botânico de Singapura merece a sua divulgação, pois tem muitas esculturas belíssimas expostas, nomeadamente o Vôo dos Cisnes em bronze e a estátua representando Chopin, doada por uma embaixada polaca. No início da abertura deste jardim há muito tempo atrás, foi muito decisivo a introdução do Pará Rubber para a transformação da paisagem da região.

Ainda neste Jardim de Singapura, destaca-se a chamada Caminhada dos Gigantes com a sua plataforma situada numa altura de oito metros. Aqui se pode apreciar a floresta tropical das planícies da região de Singapura e inclui palmeiras, trepadeiras e plantas epítifas ou aquelas que crescem em cima de outras.

 

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.