De que está à procura ?

Colunistas

Isatamente

As minhas emoções são sempre o meu “eu”. 
Quando deixar de as ouvir, Não serei mais “teu” 

Até morrer e ir para o céu… 
Não serei de ninguém, serei só meu! 

E se fizer muita falta por cá, 
É sinal que fui apenas eu, e já está! 

Ainda assim, quero muito tempo por mim, 
Sonhar e viver sempre até ao fim … 

E quem me sentir em nobre bem, 
Que me abrace e venha daí também! 

PP_27 04 2022 

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

TÓPICOS