De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Portugal

Governo dos Açores lança concurso para reestruturação da vinha

O Governo dos Açores vai lançar um novo concurso para apoiar a reestruturação da vinha, reservando para o efeito um montante de quatro milhões de euros, anunciou o secretário regional da Agricultura, João Ponte.

“Posso anunciar aqui que vamos lançar um novo concurso, no valor de quatro milhões de euros para darmos continuidade a este processo de restruturação da vinha”, explicou o governante, na sessão de abertura da Assembleia das Regiões Europeias Vitícolas, que teve início na cidade da Horta.

Segundo explicou João Ponte, o executivo vai iniciar, entretanto, um processo de auscultação com os produtores regionais, em relação ao nível de apoios, critérios de ponderação das candidaturas e às obrigações dos promotores.

“Respondendo ao desafio de vários parceiros do setor, vamos iniciar com estes um processo de auscultação, por forma a melhorarmos o regime de apoios, numa perspetiva de assegurar a sustentabilidade da atividade vitivinícola no futuro”, sublinhou o titular da pasta da agricultura nas ilhas.

O governante lembrou que, nos últimos anos, foram investidos, através do programa VITIS, 21 milhões de euros na reconversão de 800 hectares de vinha, sobretudo na ilha do Pico, que os participantes nesta Assembleia das Regiões Europeias Vitícolas terão também oportunidade de visitar durante esta semana.

João Ponte referiu-se ainda a algumas castas que são proibidas na Europa, como é o caso da Isabellla e do vinho de cheiro, que são, no entanto, muito apreciadas na ilha do Pico e na diáspora, defendendo mesmo um regime de exceção para este tipo de produções.

“Seria importante para os Açores poderem comercializar o designado vinho de cheiro, sem restrições e para fora da região, já que, no continente americano, onde se localiza uma grande comunidade açoriana, não existem restrições às castas em causa, e poderá constituir um mercado muito apetecível”, advertiu o secretário regional da Agricultura.

A Assembleia das Regiões Europeias Vitícolas, que decorre nas ilhas do Faial e do Pico, junta representantes de 75 regiões.