De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Portugal

“Gaia tem potencial para ser uma das cidades mais promissoras da Europa”

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, promete uma gestão de proximidade e contas certas e assume a ambição de tornar a cidade numa “das mais promissoras da Europa”.

Eduardo Vítor Rodrigues, de 50 anos, professor universitário, tomou hoje posse para o terceiro e último mandato à frente desta câmara do distrito do Porto, que conquistou pela primeira vez para o PS em 2013.

Falando num projeto de continuidade, que visa o reforço da sustentabilidade económico-financeira, melhores equipamentos e políticas de apoio social, educativo e cultural e menor carga fiscal sobre as famílias, o autarca anunciou a intenção de criar os fins de semana de repouso dirigido aos cuidadores informais.

O objetivo da autarquia passa por convidar as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), o Inatel e alguns hotéis da região a organizarem estes fins de semana para que os cuidadores possam descansar, explicou.

A finalização da Estrada da Rainha, a reformulação das oficinas municipais para potenciar o seu uso e o reforço dos transportes públicos fazem, igualmente parte, dos seus propósitos.

Apontando a valorização do turismo como estratégico para a retoma da região e país, Eduardo Vítor Rodrigues revelou a aposta em novas ofertas, nomeadamente no projeto sábados nos parques com atividades físicas e lúdicas orientadas, um roteiro molinológico das margens do Rui Uíma e a institucionalização da Rota da Nacional 222, entre Gaia e Almendra [em Vila Nova de Foz Coa], que permitirá juntar dezenas de municípios num roteiro de 226 quilómetros que tem em Gaia o seu quilómetro zero.

O autarca assumiu querer ser “exemplar” na gestão de proximidade, reforçando que o país está farto da “enfadonha gabarolice de quem se acha superior e já não aguenta a subtração de recursos”.

Dizendo que são necessárias instituições fortes e um Estado descentralizado, o socialista defendeu a regionalização, reforçando que “custe o que custar” esse é o caminho.

Eduardo Vítor Rodrigues assumiu a ambição de Vila Nova de Gaia, que é o terceiro município mais populoso de Portugal, ser uma das mais promissoras da Europa, indicando a importância de ter contas certas.

“De facto, as contas certas são decisivas, contas sem norte levam à falência e à crise, mas contas certas à custa do esmagamento das pessoas e, nomeadamente das classes médias, levam ao mesmo resultado”, vincou.

Delineando o futuro, o presidente da câmara lembrou que, na quarta-feira, arranca a consulta pública ao mercado para a compra de habitações novas e/ou devolutas para o mercado de arrendamento acessível.

Eduardo Vítor Rodrigues venceu as eleições autárquicas de 26 de setembro com 57,79% dos votos, mantendo os nove vereadores, seguindo-se a coligação PSD/CDS-PP/PPM com 17,57% e dois vereadores, como em 2017.