De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

Florestas europeias: locais ideais para ecoturistas

As florestas são na verdade ricas em sossego e aventura. Os ecoturistas sensibilizados para a proteção da fauna e flora deste tipo de superfície arborizada, pretendem passar horas de descontração, investigação e viver experiências únicas.

Portugal tem maravilhosos locais arborizados, excelentes como fontes de trabalho para biólogos, guarda-florestais e guia-turísticos. Entre muitos parques nacionais, vale a pena destacar os trilhos da Serra da Estrela, Açores e Madeira. E a política florestal é essencialmente competência nacional.
O passeio a pé, a cavalo e de bicicleta é a atividade preferida dos visitantes que se atrevem entrar nas florestas densas. Embora algumas florestas com rochedos tenham condições ideais para a escalada. Os rios rápidos que serpenteiam as florestas são os sítios ideais para os apreciadores de canoagem.

Em Portugal, vamos encontrar ulmeiros, freixos, azinheiras, oliveiras, carvalhos, eucaliptos, choupos, sobreiros, pinheiros-bravos, azevinho, pinheiros-mansos e medronheiros. Os cogumelos e resinas são por vezes abundantes.

Aquele que caminha na floresta pode apreciar os ruídos das aves e de alguns mamíferos. Algumas florestas europeias são sítios certos para a caça, pesca em lagos e recolha de frutos silvestres.
Vamos encontrar nas florestas europeias uma grande variedade de animais, tais como os esquilos, texugos, ursos, lobos, linces, ratos, martas, raposas, marmotas e veados. Os pequenos lagartos, aranhas, mosquitos, formigas e vespas são, no entanto, descobertos a olho-nu.

São essencialmente a Finlândia, a Suécia e a Eslovénia que têm as maiores superfícies arborizadas. No entanto as florestas austríacas, espanholas e portuguesas são muito interessantes. Algumas destas têm cumes de montanhas com excelentes vistas panorâmicas. Mas a Holanda é o país que tem menos hectares de floresta.