De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Filme português triplamente premiado em Espanha

A longa-metragem “Surdina”, do realizador português Rodrigo Areias, venceu este fim de semana três prémios, incluindo o de melhor filme, no Festival Internacional de Cinema de Girona, em Espanha.

De acordo com o palmarés, “Surdina” foi distinguido ainda com o prémio de melhor banda sonora original, composta pelo guitarrista Tó Trips, e com o prémio de melhor fotografia, assinada por Jorge Quintela.

O 32.º Festival Internacional de Cinema de Girona não teve exibições em sala, por causa da covid-19, mas todos os filmes da programação foram vistos pelo júri, que atribuiu os prémios.

“Surdina”, que se estreou em julho nos cinemas portugueses, é a mais recente ficção do produtor e realizador Rodrigo Areias, e conta com argumento do escritor Valter Hugo Mãe.

O filme foi rodado no centro histórico de Guimarães e em São Cristóvão de Selho, no concelho vimaranense, locais com pontos de contacto familiares tanto para Rodrigo Areias como para Valter Hugo Mãe.

A história é protagonizada pelo ator António Durães, no papel de Isaque, um homem solitário que tenta lidar com a passagem do tempo, com a velhice e com os comentários, ditos em surdina, de amigos e vizinhos, sobre o regresso à aldeia da mulher dele, que todos achavam que tinha morrido.

Além de António Durães, o filme conta com a participação, entre outros, de Ana Bustorff, Adelaide Teixeira, Jorge Mota, Fernando Moreira e Mário Moutinho.

No final de outubro, Adelaide Teixeira e António Durães foram distinguidos com os prémios de interpretação do Festival de Cinema de Liverpool, no Reino Unido.

#portugalpositivo