De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Portugal

Festa do Avante avança mesmo

Alexandre Araújo, diretor da maior festa do PCP, diz que há uma “campanha de quase criminalização” do Avante! que tem o “objetivo político” de afastar os habituais visitantes.”Estamos preparados para tudo”, garante o responsável comunista para quem a “determinação” de prosseguir com a Festa do Avante é a melhor “resposta política” que o PCP pode dar aos seus adversários.

Na quinta da Atalaia, os voluntários já estão a montar a mega estrutura que, este ano, ocupa mais 10 mil metros quadrados de terreno para receber em segurança os 100 mil visitantes que, habitualmente, visitam a festa.

Depois da anulação da festa do L’Humanité, o jornal homólogo do Avante em França, alguns observadores imaginavam que os portugueses seguiriam o exemplo mas tal não vai acontecer.

Alexandre Araujo, membro do secretariado do comité central do PCP e Madalena Santos, da comissão de espectáculos da Festa do Avante, apresentaram, esta terça-feira, a próxima Festa do Avante, marcada para os dias 4, 5 e 6 de setembro.

Em plena quinta da Atalaia e com o Tejo como cenário, a mensagem desta 44ª edição da Festa é que, mesmo em plena pandemia da Covid 19, os comunistas conseguem garantir condições de segurança e higiene para realizar o mega evento sem pôr em causa a saúde pública. “Estamos preparados para tudo”, garante o PCP. E, que não restem dúvidas, este é um objetivo político que os comunistas querem alcançar.