De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Festa de homenagem a lusodescendente transforma-se em batalha campal

Os confrontos ocorreram por mais de sete horas perto de Redon, em Ille-et-Villaine, entre a polícia e várias centenas de participantes numa festa ilegal. E estas foram de “violência extrema”, descreveu a prefeitura, segundo a qual a polícia foi “confrontada com indivíduos violentos que se recusaram a sair do local da reunião proibida” e recebeu “arremessos de coquetéis molotov, bolas de petanca e blocos de cimento”.

A “rave party” que juntou cerca de 1.500 pessoas era uma homenagem a Steve Maia Caniço, o lusodescendente que morreu há dois anos durante uma intervenção policial na Festa da Música em Nantes. O jovem cai ao rio no momento da carga policial tendo morrido.

De acordo com o relatório provisório comunicado pelo prefeito de Ile-et-Villaine, Emmanuel Berthier, havia cinco feridos entre os 400 polícias mobilizados, incluindo dois que foram levados para o hospital Redon. Vários ferimentos também devem ser lamentados do lado dos participantes, embora ainda não esteja claro quantos. Um jovem de 22 anos teve a mão arrancada durante os confrontos, o prefeito também confirmou este caso em conferência de imprensa na manhã deste sábado, mas não deu maiores detalhes sobre as causas do acidente.

“Os gendarmes usaram granadas e tiros de LBD”, mas também gás lacrimogéneo para dispersar os foliões, explicou Clément Lanot, jornalista independente presente no local. Os feridos estão a ser atualmente “atendidos pelos serviços de emergência e associações de proteção civil, mobilizados in loco pelo prefeito”, disse a prefeitura no Twitter.

A festa foi lançada no Facebook pelo coletivo Teknival des Musiques Interdits apelando “a todas as forças livres” de 18 a 22 de junho na região de Pays-de-la Loire. “Devemos homenagear a memória de Steve, assassinado em 21 de junho de 2019 em Nantes, por querer dançar”, explica o post nas redes sociais.

Segundo o prefeito de Redon entrevistado no LCI, o plano inicial era uma festa num local localizado na região de Loire-Atlantique, mas foi “frustrado pela polícia”. Só depois disso a cidade de Redon foi escolhida. No local, os aspirantes encontraram um dispositivo policial. Os confrontos, que começaram à meia-noite, terminaram nas primeiras horas da madrugada, por volta das 6 horas.