De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Desporto

Fernando Santos conta com “clima natural dos emigrantes” no Luxemburgo

O selecionador Fernando Santos recusou o favoritismo de Portugal, campeão da Europa, na qualificação para o Euro2020 de futebol, assumindo que terá de disputar com a Ucrânia e Sérvia pelos dois lugares de acesso.

À saída do sorteio realizado hoje em Dublin, que determinou a Ucrânia, Sérvia, Lituânia e Luxemburgo como os quatro adversários da seleção portuguesa no Grupo B na fase de qualificação para o campeonato da Europa, Santos disse que “os títulos não dão nada às equipas”.

“Os jogos é que vão mostrar se temos capacidade ou não”, afirmou.

Fernando Santos rejeitou ser “cauteloso” na análise, mas também não quer ser “eufórico nem dramático”, preferindo dizer que Portugal é apenas um candidato à qualificação.

“Tenho um grande respeito por todas as equipas, mas não tenho medo de defrontar nenhuma. Não vivo é nesse clima de euforia ou pessimismo. Assumo com naturalidade aquilo que Portugal tem de fazer, somos candidatos, queremos estar na fase final do Campeonato da Europa de 2020 e queremos revalidar o título. Daí a poder dizer que somos favoritos, não somos”, vincou.

Relativizando o resultado do sorteio, o selecionador admitiu que, “à partida, no plano puramente teórico, há três equipas para dois lugares: Portugal, Ucrânia e a Sérvia”, acrescentando que não se pode esquecer de Lituânia e Luxemburgo, equipas pelas quais se tem “de ter um grande respeito”.

Fernando Santos lembrou que Ucrânia e Sérvia subiram de divisão na Liga das Nações e que na próxima edição estarão no primeiro escalão.

Em termos de historial, Portugal registou um empate e uma derrota frente à Ucrânia, “jogos sempre muito difíceis, uma equipa sempre com grande qualidade”, e defrontou a Sérvia no apuramento para o campeonato da Europa de 2016.

“É campeã do mundo de sub-20, muitos jogadores novos, muita qualidade”, descreveu o selecionador.

Quanto à Lituânia, Portugal só defrontou em jogos particulares, mas Santos lembrou que encontrou a equipa quando comandava a equipa nacional grega, e alertou que pode criar dificuldades, sobretudo nos jogos em casa.

Por fim, o Luxemburgo “tem aquele clima natural dos nossos emigrantes” – “Aí vamos ter muito apoio”.

“O Luxemburgo tem estado a subir muito. Se analisarmos os jogos que fez nesta Liga das Nações, foram excelentes jogos, sempre muito difíceis para os seus adversários”, avisou.

Qualificam-se para a fase final do Euro2020, a disputar em 12 cidades, entre 12 de junho e 12 de julho, os dois primeiros de cada um dos 10 grupos, aos quais se vão juntar quatro provenientes do ‘play-offs’.

Os vencedores dos agrupamentos da Liga das Nações, nos quais se inclui Portugal, estão automaticamente qualificados para esta ‘repescagem’ se não conseguirem o apuramento direto. No caso de conseguirem, as vagas nos ‘play-offs’ serão ocupadas por ordem da classificação na Liga das Nações.

A qualificação para o Euro2020 vai ser disputada entre 21 de março e 19 de novembro de 2019 e os ‘play-offs’ entre 26 e 31 de março de 2020.