De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Faro Ramos: ensino de português está bem e recomenda-se

O embaixador de Portugal e atual presidente do Camões I.P, Luis Faro Ramos, esteve este fim de semana em Echternach, no Luxemburgo, para participar na cerimónia de entrega de diplomas a cerca de 150 alunos da rede de Ensino Português no Estrangeiro.

Sob o mote do ensino da língua portuguesa na diáspora, as mais de 500 pessoas presentes puderam assistir ainda à apresentação do programa Estudar e Investigar em Portugal e a momentos culturais que ficaram a cargo da escola regional de música de Echternach, Pedro Bray e Susana Magalhães.

O BOM DIA marcou presença nesta cerimónia e teve a oportunidade de recolher o testemunho exclusivo de Faro Ramos, que revelou ao nosso jornal que “o Instituto Camões, através das suas redes, está a tentar corresponder com a sua oferta onde há procura, e a procura pelo ensino de português é muita e diversificada”.

“Temos procura de português como língua estrangeira mas também como língua materna ou língua de herança, como é o caso do Luxemburgo”, começou por referir.

Questionado sobre a iniciativa da sua organização em formar empresários em França, Luís Faro Ramos revelou que a mesma se trata de um conjunto de “cursos específicos, sobretudo online, direcionados à aprendizagem do português como língua de negócios ou como forma de participação nas organizações e associações internacionais”.

Quanto ao objetivo de atrair os jovens da diáspora para as universidades lusitanas, o presidente do Camões assumiu que “[a cerimónia] foi uma oportunidade única para confraternizar com centenas de portugueses, entre os quais encarregados de educação e jovens”, e confessou já ter tido “a oportunidade de conhecer casos de estudantes que, tendo tido a imersão inicial na nossa língua através da nossa estrutura, estão agora a estudar em Portugal no ensino superior”.

À nossa equipa de reportagem, Faro Ramos destacou o papel dos encarregados de educação no sucesso do seu programa e pediu aos portugueses do grão-ducado que façam ver “a importância da nossa língua às autoridades luxemburguesas”.

O diplomata elogiou ainda o ensino de português no estrangeiro, que “está bem e recomenda-se”, e garantiu que não vai deixar de procurar condições para que este seja “cada vez melhor”.

Luis Faro Ramos, presidente do Instituto Camões

Luis Faro Ramos, presidente do Instituto Camões

Gepostet von BOM DIA am Sonntag, 2. Februar 2020