De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Estudantes lisboetas preocupados com o plástico

Um grupo alunos do Instituto Superior Técnico (Lisboa) quer sensibilizar os consumidores para a importância da redução do plástico e criou um projeto que pretende incentivar as pessoas a comprarem produtos ecológicos.

Trata-se de uma aplicação informática que tem por base uma moeda virtual, os oceanos, e que pretende “ter um número de moedas virtuais atribuídas a cada produto. Por exemplo, uma escova de dentes de plástico pode atribuir zero oceanos, porque não é uma compra sustentável, mas uma escova de bambu já pode atribuir sete oceanos”, explicou à agência Lusa Gil Coelho, aluno do 3.º ano de Engenharia Aeroespacial.

O estudante disse que se pretende promover “o consumo sustentável e prevenir que o plástico vá para os oceanos, ao incentivar os consumidores a fazer as escolhas certas”.

Tudo isto vai ser desenvolvido na aplicação, através da qual o utilizador pode ver “quantos oceanos já colecionou ao longo do último mês”, quantos quilogramas de plástico poupou e o número de vidas marinhas que salvou.

Outro objetivo desta aplicação é “que o consumidor possa usufruir de um plano de benefícios”, como a troca de oceanos por cupões ou promoções e a doação do valor a uma associação.

Esta ideia foi a vencedora da Maratona Tecnológica Nacional, que decorreu entre 07 e 08 de junho em Carcavelos, distrito de Lisboa, e que foi organizada pela plataforma Global Compact das Nações Unidas e pelo CEiia – Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto.

Segundo Gil Coelho, o próximo passo “é procurar validação” e perceber se o projeto funciona, para que depois se comece a testar uma solução a nível tecnológico.