De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Equipa mais portuguesa do Luxemburgo obrigada a jogar Champions em França

A equipa mais portuguesa de futsal do Luxemburgo, o FC Differdange 03, prepara-se para disputar a terceira partida da sua história na Liga dos Campeões, contra os ingleses do London Helvecia. Curiosamente, o jogo será em França, depois de ter visto negada a hipótese de jogar no grão-ducado devido a uma decisão que os dirigentes consideram controversa por parte do Ministro do Desporto, Dan Kersch.

Em entrevista ao BOM DIA, Filipe Costa, presidente do clube, explica que o encontro para a liga milionária não terá lugar no Niederkorn Sport Centre, como previsto, porque “o futsal não representa uma modalidade de elite para o país”, ficando, por isso, afetado pelas normas de restrição ao novo coronavírus que entraram em vigor esta quinta-feira.

O dirigente luso mostrou indignação para com a alegada inação dos ministros luxemburgueses, que terão negado, segundo o próprio, atribuir a este jogo “outro estatuto que não o de amador, mesmo que todas as precauções tenham sido tomadas”.

Contudo, Filipe Costa confirmou ter encontrado uma solução além-fronteiras e aproveitou para anunciar que a cidade de Cosnes-et-Romain, em França, vai acolher o jogo entre os dois campeões no próximo domingo, 29 de novembro, pelas 16h30, no Cosnes-et-Romain Sports Complex.

“Em duas horas resolvi sozinho um problema que era da responsabilidade dos governantes do Luxemburgo. O senhor Cedric Aceti (autarca de Cosnes-et-Romain) e o deputado do departamento francês de Meurthe-et-Moselle, Xavier Paluszkiewicz, ajudaram-me quando o Luxemburgo não o fez”, atirou.

Esta decisão de última hora, também facilitada pelas regras da UEFA devido à pandemia, vai fazer com que o FC Differdange 03 enfrente “fora de portas” um clube britânico que conta no seu elenco com diversos atletas internacionais. Ainda assim, Filipe Costa nega favoritismo à equipa visitante e afirma que cada um pode vencer.

“São duas equipas muito equilibradas e acreditamos que podemos passar à próxima fase. Aliás, os nossos jogadores estão motivados por jogarem na Liga dos Campeões. Alguns deles tiveram, inclusivamente, de tirar férias dos seus empregos para poderem fazer isolamento. Já estamos voluntariamente confinados desde domingo e há cerca de seis semanas que somos recorrentemente testados à covid-19 para nos apresentarmos na melhor forma e não corrermos qualquer risco de infeção”, rematou.