De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Empresa e motorista condenados por acidente que vitimou quatro emigrantes

O motorista português que em 2017 estava ao volante de um autocarro de passageiros que se despistou em Charolles, França, provocando quatro mortos e 28 feridos, foi esta quarta-feira condenado pelo tribunal francês a dois anos de pena suspensa por lesões corporais e homicídio culposo.

O autocarro seguia para a Suíça, sobretudo com passageiros emigrantes naquele país. As quatro vítimas mortais eram todas portuguesas a residir na Suíça.

A notícia é avançada pelo Journal de Saône-et-Loire, que dá conta que, além da pena, o motorista Henrique Beiroto Ângelo ficará impedido de conduzir pesados de passageiros por um período mínimo de cinco anos.

Também as empresas Angelotaxi e Rota das Gravuras, ambas pertencentes ao pai do arguido, foram condenadas ao pagamento de indemnizações de 28 mil e 50 mil euros, respetivamente.

Recorde-se que o motorista já tinha sido acusado de homicídio e ferimentos involuntários pelo Ministério Público francês durante o julgamento que decorreu no início de outubro. Na altura, terão sido pedidos três anos de pena suspensa para o réu.

Segundo as perícias apresentadas em tribunal, as causas do acidente foram a velocidade excessiva, problemas mecânicos e a existência de gelo na estrada.