De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Portugal

Duplica número de enfermeiros portugueses interessados em emigrar

Apesar de a emigração portuguesa ter estabilizado nos últimos dois anos, no caso dos enfermeiros, os pedidos do certificado de equivalência para poderem exercer no estrangeiro voltaram a aumentar para mais do dobro, em 2018: 2736, contra os 1286 de 2017 e os 1614 do ano anterior de 2016.

O Reino Unido foi, durante muitos anos, o destino migratório preferido entre os enfermeiros. Em Inglaterra desde 2014, a enfermeira Sílvia Nunes não se deixa surpreender por este recrudescimento dos projetos migratórios: “continua a vir gente para Inglaterra. Aparecem e telefonam-me a pedir apoio e a perguntar se ainda vale a pena emigrar para cá” disse ao jornal Público.

Sílvia Nunes garante que, apesar do Brexit, “a vida continua estável” para os enfermeiros imigrados no Reino Unido. Não há ameaça nenhuma no sentido de mandarem as pessoas embora, pelo menos na área da saúde”, afiança, dizendo-se reconhecida, sobretudo desde que lhe atribuíram o prémio de melhor enfermeira do país.

Nos últimos nove anos, foram 18.485 os enfermeiros que solicitaram a documentação necessária para poderem exercer noutro país.