De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Europa

Destruiu parte de uma estátua centenária mas está arrependido

Um turista austríaco destruiu os dedos dos pés de uma estátua de Antonio Canova, na Gipsoteca do Museu dedicado ao artista, em Possagno, Treviso, no norte de Itália.

A estátua danificada é o modelo original, em gesso, de Paolina Bonaparte, a irmã de Napoleão Bonaparte, terminada pelo artista em 1805 e cujo modelo em mármore se encontra na Galeria Borghese, em Roma.

O incidente ocorreu a 31 de julho. O homem, que foi apanhado pelas câmaras de vigilância a sentar-se ao lado da estátua para uma fotografia, enviou uma carta ao presidente da Fundação Canova, pedindo desculpas pelo “comportamento irresponsável” e pelos danos causados, disponibilizando-se para o que fosse necessário.

Antonio Canova era um escultor venerado, que viveu entre 1757-1822 e ficou famoso pelas suas estátuas de mármore.

Veja o vídeo: