De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Daniel da Mota condenado mas fica em liberdade

O Ministério Público luxemburguês pedia três anos de prisão, o reembolso do dinheiro à alegada vítima e mais uma multa no caso em que o internacional de futebol lusodescendente Daniel da Mota foi acusado de “abuso de fraqueza”.

Daniel da Mota foi finalmente condenado a dois anos de prisão com pena suspensa, mas é obrigado a devolver à vítima 150.000 euros mais um euro simbólico pelos danos morais. O futebolista terá ainda de pagar uma multa de 5.000 euros.

Recorde-se que Daniel da Mota foi acusado de se ter aproveitado da debilidade de uma pessoa idosa de quem recebeu quantias avultadas de dinheiro, através de transferências bancárias, durante anos.

O jogador poderá apelar, mas nem Daniel da Mota nem os seus representantes legais confirmaram se o lusodescendente o fará.