De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Curador João Laia leva exposição “Em queda Livre” a Barcelona

A exposição “Em queda Livre”, com curadoria do português João Laia, vai abrir na quinta-feira, no CaixaForum, em Barcelona, Espanha, com obras de onze artistas, que refletem sobre “o atual momento de crise estrutural”.

De acordo com a organização, esta será a primeira de três exposições do novo ciclo de curadores emergentes, da Fundação ”la Caixa”, apresentando a curadoria de João Laia, que é um dos três vencedores de comissariado do Programa Apoio à Criação da instituição.

O título da mostra recorre à imagem da queda “como metáfora da transformação profunda”, através de treze obras de arte contemporânea que remetem para os atuais tempos de transformação acelerada.

“Muitos valores que funcionavam como referências da sociedade ruíram. Tudo isso provoca uma sensação de abismo, de queda, que, por um lado, pode ser angustiante, mas, por outro, abre possibilidades diversas para o futuro”, lê-se num texto sobre a exposição divulgado pela organização.

A exposição articula-se em torno da grande instalação “Laberint” (1969-2019), de Àngels Ribé – que evoca “a instabilidade e a desorientação do momento atual” – com dez metros de diâmetro e paredes de plástico amarelo transparente, que permite ao público transitar no seu interior.

Em seu redor aparecem peças que vão desde 1969 até à atualidade, de artistas como a dupla Dara Birnbaum+Dan Graham, Runa Islam, Andreas Gursky, Rosemarie Trockel, Iman Issa, The Otolith Group, Georg Baselitz, June Crespo e Pedro Barateiro.

O poeta Eduard Escoffet também criou, especialmente para esta exposição, uma obra sonora, intitulada “Ones gravitacionals”, com oito peças que dialogam com as obras expostas e que o visitante poderá seguir através do guia áudio.

A mostra – resultado do programa destinado a projetos expositivos baseados nos fundos da Fundação ”la Caixa” e do Museu de Arte Contemporânea de Barcelona (MACBA) – ficará patente até 09 de fevereiro de 2020.

O Programa Apoio à Criação oferece a jovens profissionais a oportunidade de realizar um comissariado a partir das coleções da Fundação ”la Caixa” e do MACBA, com a ajuda de profissionais da entidade e tutores externos.

João Laia, responsável pela secção Opening da ARCOLisboa, comissariou exposições em países como Brasil, Espanha, Reino Unido, Rússia e Suécia, além de Portugal, e já trabalhou com instituições como La Casa Encendida, em Madrid, Centro de Cultura Contemporânea de Barcelona, Sixty Eight Art Institute, em Copenhaga, Svenska Filminstitutet, em Estocolmo, o Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, a Fundação Calouste Gulbenkian e o Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia (MAAT), em Lisboa, assim como a Whitechapel Gallery, em Londres.

É um dos fundadores do espaço independente, sem fins lucrativos, The Green Parrot, em Barcelona, dedicado a práticas artísticas contemporâneas do sul da Europa, Médio Oriente, Norte da África e América Latina.

Nascido em Lisboa, em 1981, com formação em Ciências Sociais, Teoria Cinematográfica e Arte Contemporânea, João Laia é, desde o passado mês de junho, curador chefe do programa de exposições do Museu de Arte Contemporânea Kiasma, em Helsínquia, na Finlândia.