De que está à procura ?

Colunistas

Criar em cada bairro uma república livre

A propósito vem a iniciativa de um grupo de artistas do bairro Uzupis da cidade de Vilnius, Lituânia. Estes tiveram a iniciativa de declarar o seu bairro Uzupis como República Livre e Independente (Estado-fantasia não reconhecido pelo direito internacional).

Declararam-se independentes e elaboraram uma Constituição segundo a qual cada pessoa tem o direito a ser feliz!  O café do bairro foi patenteado sede do governo e local de encontro popular de artistas. Uzupis que outrora era um bairro da classe trabalhadora, transformou-se num bairro de artistas.

A Constituição da República de Uzupis tem 41 artigos lapidados numa placa de bronze no exterior do edifício do parlamento – o café “Uzupis Kavine”.

Entre os artigos da Constituição podem ler-se os seguintes: “Cada um tem o direito de viver junto ao Rio Vilnia, e o Rio Vilnia tem o direito de passar por cada um. Todos têm direito a água quente, aquecimento no Inverno e um abrigo com telha. Cada ser humano tem o direito de estar errado – de ser único – de amar – não de ser amado, mas não necessariamente – de duvidar, mas isso não é uma obrigação. Todo o ser humano tem o direito de acreditar. Ninguém tem o direito de usar a violência. Cada ser humano tem o direito de pertencer a nacionalidades diferentes. Cada ser humano é responsável pela sua liberdade. Ninguém tem o direito de culpar outra pessoa. Todo o ser humano tem o direito de chorar – de ser mal compreendido – de não ter medo. Um cão tem o direito de ser cão! Não te deixes abater! Não contra-ataques! Não desistas… “…

Fica a ideia: cada lugar pode transformar-se numa república independente! Não há limitações para a fantasia! Em contrapartida à política geoestratégica vamos iniciar o regionalismo!

António Justo

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

TÓPICOS