De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

“Classic Blue” é a cor da Pantone para 2020

Provavelmente, já não é grande novidade para muitos, mas gosto sempre de abordar a cor que a Pantone define para um novo ano. E talvez este seja o meu último post de 2019… pois bem, por mais de 20 anos, a cor do ano da Pantone tem sido utilizada como inspiração e tem influenciado o desenvolvimento e a compra de produtos nos mais variados sectores.

Assim, para 2020, a empresa divulgou o “Classic Blue” (PANTONE 19-4052) como a sua grande aposta. Estável e eterna, esta cor transmite elegância na sua simplicidade e renova o desejo de construir uma base de confiança e estabilidade para a nova década que se inicia no próximo ano.

Depois do “Living Coral” deste ano, cheio de energia de dinamismo, a Pantone decidiu mergulhar ainda mais fundo nos oceanos para eleger a cor tendência de 2020. Chegou a hora de abraçar a calma, com o “Classic Blue”, um tom intemporal e duradouro, que se destaca pela simplicidade e elegância. Carrega, segundo a marca, “qualidades tranquilizantes” que realçam o desejo por uma “base estável e de confiança” para cruzar o “limiar de uma nova era”.

“É uma cor que traz uma mensagem de confiança. Tanto a confiança, quanto a ideia de ser duradouro e de ser resiliente são as mensagens principais da cor do ano. Ela também vai fazer-nos aprofundar no nosso próprio pensamento, pois é uma cor meditativa e, ao mesmo tempo, reflexiva. Ou seja, ela aceita muito bem a luz e quando conjuga metais ou brilho com esta cor, ela parece que se torna uma cor cósmica”, afirma Blanca Lliahnne, Directora da Pantone no Brasil.

Visto como um tom azul reflexivo, “Classic Blue” ainda pode promover uma espécie de resiliência. Sem perspectiva de género e sem fazer referência a estações, ela permite harmonias de cores em todos os aspectos. Emblemática como cor clássica, mas ao mesmo tempo contemporânea e versátil, “Classic Blue” assume aparências distintas através da sua aplicação em diferentes materiais.

Portanto, sem nenhuma qualidade negativa, encorajando as conexões humanas, o “Classic Blue” é uma cor sincera que transmite uma mensagem de honestidade, transparência e abertura. Internacionalmente, actua como um fio conector de inclusão entre pessoas de formações, culturas e personalidades diversas. É um azul sem limites: inspira-nos a experimentar a olhar para além do óbvio, encoraja-nos a expandir o nosso pensamento, desafiando-nos em mergulhos mais profundos, aumentando a nossa perspectiva, abrindo a comunicação.

Mas vejamos como aconteceu a selecção desta cor azul… A cor seleccionada para 2020 foi retirada do “Sistema de Cores Pantone Fashion, Home + Interiors” – o sistema de padrões de cores mais amplamente utilizado e reconhecido para moda, indústria têxtil, casa e design de interiores. O processo de escolha é feito com uma profunda apuração e análise de tendências. Assim, para chegar à selecção anual, os especialistas em cores do Pantone Color Institute perscrutam o mundo em busca de novas influências de cores, podendo incluir a indústria do entretenimento, filmes, media, colecções de arte itinerantes e novos artistas. As influências também podem resultar de novas tecnologias e efeitos que afectam a cor.

E por que razão um consumidor deve investir nesta cor? De acordo com Blanca, o interesse deve partir primeiro por o “Classic Blue” ser uma opção versátil e “harmonizar com todas as outras cores de forma imediata”. Outro ponto importante é a questão da confiança transmitida para o cliente. “Como passa uma mensagem muito grande de confiabilidade e de empatia, quando se estiver a usar esta cor numa marca, num logótipo ou numa colecção, imediatamente está-se a passar a mensagem da inclusão”, acrescenta a directora. Blanca ainda frisa a importância que uma marca deve ter ao se preocupar com um consumo mais consciente e que essa é uma das essências da Pantone.

“Hoje, acreditamos que depois da sustentabilidade, a mensagem mais importante para o consumidor moderno é a ideia da inclusão e da honestidade, que o produto realmente tenha aquilo que está a falar e que dê conta daquilo que está a prometer. Depois disso, vem a ideia de que podemos viver num mundo mais justo e mais equilibrado”, conclui.

A Pantone é uma empresa movida por grandes estudos. Além de toda a parte tecnológica e de cores, a empresa ainda estuda e analisa os seus clientes, desde os baby boomers até às gerações mais actuais. “O consumidor G e Z é muito inteligente. É umas das Gerações mais conectadas que já existiram no planeta”, afirma Blanca. Segundo esta directora, actualmente os consumidores estão extremamente incomodados com o atual cenário em que o planeta está inserido e estão a optar por mudanças. “Os millennials já começaram a refrear o consumo, por uma questão de não estarem tão atentos quanto ao trabalho e não perseguirem aquele ideal de riqueza que foi a grande história dos baby boomers nos anos 80 […] nós temos vários casos de grande sucesso empresarial de pessoas importantes em várias gerações, mas acreditamos fortemente que essa cor fala com todas as gerações, principalmente com essa geração mais jovem que agora está dentro do mercado de consumo e que quer um consumo consciente. Esta cor, por ser confiável, tem este viés do consumo consciente também”, finaliza a directora.

Por conseguinte, inspirem-se muito nesta cor… e tenham um excelente 2020!!!

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.