De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

“Cinzento e Negro” vence festival de cinema da Figueira

O filme “Cinzento e Negro”, do realizador Luís Filipe Rocha, venceu o festival de cinema Figueira Film Art (FFA), na categoria de longa-metragem, disse à agência Lusa uma fonte da organização.

O júri, liderado por Andrzej Kowalski, classificou “Trama”, de Luísa Soares, como a “melhor curta documental”, adiantou o diretor de comunicação do FFA, Bruno Manique.

O prémio da “melhor curta ficção” foi para “A Tua Plateia”, de Óscar Faria, tendo sido atribuída uma menção honrosa a Gustavo dos Santos, pela sua obra “Percepção delicada de um raio de luz”.

“Nerve”, subtítulo de Chicolaev (Francisco Freitas), venceu o Figueira Film Art na categoria ‘videoclip’, tendo o júri distinguido “Achievement”, de José Castanheira, com uma menção honrosa.

“Nómada Existencial”, de Nuno Pais, foi escolhida pelo júri como a “melhor curta escolas”.

O troféu da melhor realização foi atribuído, ‘ex aequo’, a Luis Filipe Rocha e Roly Santos, com as películas “Cinzento e Negro” e “Manos Unidas”, respetivamente.

O prémio de “melhor ator principal” coube a Adriano Carvalho, pela sua participação em “Doce Lar”, enquanto Joana Bárcia foi considerada a “melhor atriz principal”, pelo seu papel em “Cinzento e Negro”, de Luís Filipe Rocha, também distinguido pelo “melhor argumento” dos filmes a concurso.

Rodrigo Raposo foi premiado pela “melhor música original, em “Trama”, tendo André Szankowski, em “Cinzento e Negro”, sido reconhecido pela “melhor fotografia”. Pedro Sousa Raposo, com “Trama”, teve direito a uma menção honrosa.

“Manos Unidas” recebeu o prémio da “melhor montagem”, área em que a menção honrosa distinguiu “A Campanha do Creoula”, de André Valentim Almeida.

A cerimónia de entrega dos prémios da segunda edição do Figueira Film Art, dirigido por Luís Albuquerque e herdeiro do extinto Festival Internacional de Cinema da Figueira da Foz, no distrito de Coimbra, decorreu hoje à noite, no Casino Figueira.

Além de Andrzej Kowalski, Pedro Pinto, Paulo Antunes e Sihan Félix integraram também o júri do festival, que começou no dia 07.

Os filmes vencedores nas diferentes categorias serão exibidos no domingo, no Centro de Artes e Espetáculos.

Falecido em 02 de abril, com 106 anos, o realizador Manoel de Oliveira foi homenageado a título póstumo, na sexta-feira.