De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Cinco emigrantes portugueses acusados de tráfico de crianças

O Ministério Público português acusou esta segunda-feira cinco arguidos de tráfico de pessoas. Os suspeitos, todos emigrantes portugueses, terão comprado quatro crianças geradas para esse efeito por uma mulher, residente no Porto, e já condenada a nove anos de prisão.

Os cinco arguidos, dois casais e um homem, terão tido conhecimento de que uma mulher se disponibilizava a vender crianças recém-nascidas, geradas em colaboração com o companheiro, para ganhar dinheiro.

Após receber o pagamento acordado, Daniella Neto, cozinheira de 42 anos, entregava os bebés recém-nascidos e registava-os como sendo filhos dela e de um dos elementos dos casais compradores. Depois, para garantir o exercício exclusivo das responsabilidades parentais, os falsos pais celebravam acordos de regulação do exercício paternal, não voltando a mãe a ter qualquer contacto com as crianças.

Leia o artigo completo em Jornal de Notícias.