De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Desporto

Carolina Mendes endiabrada na vitória da seleção

A seleção portuguesa de futebol feminino goleou Israel (4-0), em Portimão, com ‘hat-trick’ de Carolina Mendes, registando o quarto triunfo seguido no Grupo H da fase de qualificação europeia para o Mundial2023 antes da receção à Alemanha.

Depois de quase meia hora de muita pressão e oportunidades desperdiçadas, Carolina Mendes desbloqueou o marcador e ‘bisou’ antes do intervalo (27 e 43 minutos), com duas assistências de Ana Borges.

Já depois de Diana Gomes (48) ter marcado, a ‘capitã’ portuguesa assinou, à 100.ª internacionalização, o seu terceiro da noite aos 54, selando o resultado desnivelado frente às israelitas, que terminaram a partida reduzidas a dez unidades após o vermelho direto à guardiã Amit Beilin (74).

Portugal, que já tinha ganhado 4-0 em Telavive, subiu, provisoriamente, à liderança do grupo, com 13 pontos, mais um do que a Alemanha, terceira do ‘ranking’ mundial, que na sexta-feira recebe a Turquia e na terça-feira defronta as portuguesas no Estádio de São Luís, em Faro.

Com a goleada, Francisco Neto celebrou da melhor forma o jogo 100 no comando da seleção feminina. Antes do jogo, o selecionador recebeu uma camisola a assinalar o ‘centenário’ das mãos de Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol.

Em relação à goleada (5-0) obtida em outubro na Bulgária, registaram-se quatro alterações no ‘onze’ português, com mexidas em todos os setores, mas mantendo-se o 4-3-3 habitual, num jogo em que era aguardado o ascendente luso.

A vantagem de dois golos ao final da primeira parte foi demasiado curta para o claro domínio de Portugal, sentido desde o apito inicial com pressão alta que não deixava Israel ‘respirar’ e combinações rápidas no ataque que levaram a muito desperdício.

Jéssica Silva deu o mote aos três minutos, com uma incursão pela esquerda em que rematou para a primeira de muitas defesas da guarda-redes Amit Beilin, mas aos 16 falhou uma ocasião mais escandalosa, de baliza aberta, após ‘tiro’ de Carolina Mendes ao poste.

Com Portugal ‘em cima’ da adversária, as oportunidades sucediam-se e, aos 25, Carolina Mendes desperdiçou de forma incrível, após passe de Francisca Nazareth.

Dois minutos depois, a seleção portuguesa conseguiu finalmente desbloquear o último reduto israelita: Ana Borges ganhou lance na direita e serviu para a conclusão, desta vez irrepreensível, de Carolina Mendes.

Até ao intervalo, Portugal foi somando remates perigosos até ao segundo golo (43), novamente com Ana Borges a servir, desta vez do flanco esquerdo, para a finalização da ponta de lança do Sporting de Braga.

No segundo tempo, a seleção continuou dominadora, rematou menos vezes e foi mais eficaz, desde logo com o golo da central Diana Gomes, na ‘ressaca’ de um canto, com a ajuda de um ressalto que enganou a guardiã de Israel.

Aos 54, Joana Marchão isolou Carolina Mendes, que ultrapassou Beilin e atirou a contar para o seu terceiro golo da partida e 22.º pela seleção.

Israel esteve escondido durante quase todo o encontro, mas, no único remate, Marian Awad obrigou Inês Pereira a grande defesa (63), antes de ficar em inferioridade numérica, quando a guardiã Amit Beilin viu o vermelho direto por derrubar fora da área a isolada Jéssica Silva.

Até ao apito final, já com a estreante Lúcia Alves em campo, Portugal podia ter dado ‘mão cheia’, mas Diana Silva falhou ‘à boca da baliza’ (82).

#portugalpositivo