De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Câmara de Comércio Belgo-Portuguesa lança rede lusófona na Bélgica

A Câmara de Comércio Belgo-Portuguesa (CCBP) organizou no passado dia 17 de maio, em Bruxelas, o evento “A língua portuguesa como fator de integração e desenvolvimento social, cultural, comercial e económico”, no qual intervieram 17 oradores lusófonos em representação do setor público e privado, e assistiram 70 participantes, presencial e remotamente.

O evento, organizado no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Língua Portuguesa, tinha como principais objetivos, nas palavras de Rui Faria da Cunha, presidente da CCBP “aumentar o conhecimento mútuo dos principais atores da lusofonia na Bélgica, oriundos dos setores público e privado, e reforçar a importância da língua portuguesa como veículo de desenvolvimento social,
cultural e económico”.

Na sessão de abertura, além do embaixador de Portugal na Bélgica, Rui Manuppella Tereno discursou o Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor de Portugal, João Torres, que felicitou a CCBP pela oportuna iniciativa e destacou a importância da diáspora portuguesa.

De seguida, no primeiro painel, dedicado ao papel dos Conselheiros Culturais e Comerciais das Embaixadas dos países membros da CPLP, intervieram Verónica dos Reis, da embaixada de Cabo Verde, Carina Gaspar, da embaixada de Portugal, Gustavo Heyse Marchetti, da embaixada do Brasil e Hugo Martins, da embaixada de Timor-Leste. Estes responsáveis apresentaram o trabalho
desenvolvido pelas respetivas embaixadas nas áreas comercial e cultural e destacaram a importância crescente do trabalho em rede na lusofonia, que sai reforçado de eventos como este.

O segundo painel, dedicado ao papel das Câmaras de Comércio bilaterais e das Agências de Promoção do Comércio e Investimento, teve como intervenientes os diretores da aicep Portugal, Rui Paulo Almas, e da Apex-Brasil, Alex Figueiredo. Em representação das Câmaras de Comércio de Portugal e da Bélgica participaram, respetivamente, o secretário-geral, Pierre Poncelet, e a presidente, Agnes Borges. Os participantes neste painel apresentaram o trabalho desenvolvido no apoio à internacionalização das empresas portuguesas e brasileiras para o mercado belga e limítrofes, bem como na atração de investimento belga para Portugal e o Brasil.

De seguida, tiveram lugar as apresentações de João Nuno Calvão da Silva, Vice-Reitor da Universidade de Coimbra para as Relações Internacionais, sob o tema “A importância da lusofonia nas redes de conhecimento” e de Pedro Rupio, Presidente do Conselho Regional da Europa das Comunidades Portuguesas, sob o tema “A importância do ensino da língua portuguesa na diáspora lusófona”.

À imagem do que sucederá nas próximas edições do evento, que se pretende anual, o evento abordou um mecanismo concreto de reforço do português no espaço global. Este ano, o tema foi “Direito em língua portuguesa”. Além de João Tiago Silveira, sócio da Morais Leitão advogados, professor da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e professor de direito, que abordou o tema “Uniformização legislativa e a língua portuguesa”, intervieram Vera Albino e João Francisco Sá, da Inventa International, com uma apresentação sob o tema “Proteção de direitos de propriedade industrial nos países lusófonos”.

O evento encerrou com um discurso de José Filomeno Monteiro, Embaixador de Cabo Verde, país que preside atualmente à CPLP.

Após o evento, o presidente da CCBP, Rui Faria da Cunha, afirmou que “foi demonstrado, por todos os presentes, a importância e o interesse da criação de uma rede lusófona na Bélgica, que junte
atores dos setores público e privado, objetivo para a concretização do qual a CCBP vai continuar a trabalhar com os seus parceiros”.

Este evento recebeu o apoio da Direção-Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas do Ministério dos Negócios Estrangeiros e integrará a programação oficial das celebrações do Dia Mundial da Língua Portuguesa na Bélgica, da responsabilidade da CPLP.