De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Desporto

Bruno Fernandes importante na vitória do United

O Manchester United operou este fim de semana a reviravolta na receção ao Brighton (2-1), num jogo da 30.ª jornada, que contou com uma assistência do português Bruno Fernandes, e cimentou a segunda posição na Liga inglesa de futebol.

Com este triunfo ‘suado’, o terceiro consecutivo, o Manchester United mantém a segundo posto, agora com 60 pontos, contra os 56 do Leicester (terceiro), 51 do Chelsea (quarto) e 49 de Tottenham e Liverpool, ambos no sexto lugar de uma classificação liderada pelo ‘quase’ campeão Manchester City (74). O Brighton é 15.º posicionado (32).

Os ‘red devils’, comandados pelo internacional português Bruno Fernandes no meio-campo, até tiveram uma soberana ocasião para abrir o ativo em Old Trafford, em Manchester, mas o jovem Mason Greenwood acertou em cheio no poste da baliza defendida pelo espanhol Robert Sanchez, aos nove minutos.

Contudo, os ‘seagulls’ encararam o Manchester United sempre ‘olhos nos olhos’ e tiveram na cabeça de Danny Welbeck, ex-jogador dos ‘red devils’, a recompensa.

O ponta de lança anotou o seu quarto golo na presente edição da Premier League, aos 13 minutos, depois de fugir à marcação de Wan-Bissaka e cabecear para uma primeira defesa de Dean Henderson, que já não foi capaz de parar a recarga, também de cabeça.

No segundo tempo, já com uma hora de jogo concluída, um corte deficiente de Veltman colocou a bola em Bruno Fernandes, que mesmo carregado em falta, assistiu Marcus Rashford para uma finalização de classe, antes de Greenwood, em nova chance, ‘selar’ a vitória de cabeça, após passe decisivo de Paul Pogba, a sete minutos do apito final.

Em St. James’s Park, o Tottenham, de José Mourinho, cedeu um empate 2-2 diante do Newcastle, com Harry Kane a marcar os dois golos dos ‘spurs’, aos 30 e 34 minutos, e Joelinton e Joe Willock a ‘faturarem’ para os ‘magpies’, aos 28 e 85, respetivamente.

Kane bisou pela terceira vez na presente edição da Premier League e isolou-se no topo da lista dos melhores marcadores, com 19 golos, à frente do egípico Mohamed Salah (18), do Liverpool, e do português Bruno Fernandes (16), do Manchester United.

De resto, tanto Chelsea como ‘spurs’ podem ser ultrapassados por outro rival londrino, o West Ham (49), caso os ‘hammers’ vençam o Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, na segunda-feira, enquanto o Newcastle mantém-se no 17.º lugar.

Os ‘magpies’ têm apenas três pontos de vantagem sobre a primeira equipa abaixo da ‘linha de água’, que é o Fulham, formação que hoje foi a Birmingham perder por 3-1 com o Aston Villa, atual nono colocado.

Aleksandar Mitrovic, moralizado pelos cinco golos assinados pela seleção da Sérvia nos três jogos de qualificação para o Mundial2022, um dos quais diante de Portugal (2-2), deu vantagem ao Fulham, aos 61 minutos, só que um ‘bis’ do egípcio Trezeguet, aos 78 e 81, e um tento de Ollie Watkins, aos 87, garantiram o triunfo dos ‘villans’.

O extremo português Ivan Cavaleiro começou o encontro no banco de suplentes dos londrinos, tendo sido lançado no arranque da segunda parte.

Na primeira partida do dia, o Southampton esteve a perder na receção ao Burnley, com golos de Chris Wood, aos 12 minutos, e Matej Vydra, aos 28, mas deu a volta ao marcador e conseguiu vencer por 3-2, graças aos tentos de Stuart Armstrong, aos 31, Danny Ings, aos 42, e Nathan Redmond, aos 66.