De que está à procura ?

Lifestyle

Brasil e Portugal celebraram língua em Nova Iorque

© DR

Portugal e Brasil celebraram conjuntamente, na quinta-feira, o Dia Mundial da Língua Portuguesa, com um concerto do grupo português Senza com a soprano brasileira Angelica de la Riva, no consulado brasileiro em Nova Iorque.

O duo português Senza, cujo repertório é composto por canções inspiradas nas viagens que fazem pelo mundo, subiu ao palco com a multifacetada soprano Angelica de la Riva, perante uma plateia de cerca de 100 pessoas de várias nacionalidades, num evento que contou ainda com o apoio do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

Em declarações à Lusa, no final da apresentação musical, a cônsul-geral de Portugal em Nova Iorque, Luísa Pais Lowe, considerou que este programa só fazia sentido em conjunto com o Brasil, querendo passar ao mundo uma mensagem de “união e amizade”.

“A língua portuguesa tem sempre de ser celebrada em conjunto, com todos aqueles que a falam, que gostam dela, que a aprendem. Não só os países de língua oficial portuguesa, mas também todos os que gostam de Portugal e da nossa língua. Desde o início que só poderia ser uma parceria. Já estamos a preparar isto há uns meses e foi uma oferta musical linda, variada, que juntou músicos de Portugal e do Brasil”, afirmou.

A diplomata classificou a língua portuguesa como uma língua de futuro, cada vez mais global, que se tornou um ativo estratégico da política externa e da diplomacia cultural portuguesa.

“É uma língua que, tradicionalmente, constrói pontes e consensos. É uma língua de paz e cooperação, mas é também uma língua de negócios, de ciência, de arte e de cultura. Quem a aprende tem uma mais-valia no seu currículo”, disse Luísa Pais Lowe.

Já a cônsul-geral do Brasil em Nova Iorque, Nazareth Azevêdo, destacou que o país tem feito muitos esforços para divulgar a língua portuguesa nos Estados Unidos, juntamente com o instituto Camões.

“Criamos até um instituto, o Guimarães Rosa, para seguir o exemplo de Portugal, e temos trabalhado juntos, por exemplo, na escola das Nações Unidas, no ensino do português”, disse à Lusa a diplomata brasileira.

Entre as atividades desenvolvidas pelo Brasil, Nazareth Azevêdo indicou a gravação de aulas de português para brasileiros, disponibilizadas na plataforma YouTube, para que qualquer pessoa possa ensinar o português como língua de herança aos familiares.

Além da celebração do Dia Mundial da Língua Portuguesa, Brasil e Portugal estão a preparar, em Nova Iorque, as comemorações do bicentenário da Independência do Brasil.

“Estamos a começar a trabalhar nas celebrações do bicentenário e isso é muito importante porque, num mundo como o que vivemos agora, é fundamental mostrar que é possível dois países separarem-se em paz e com amizade, e construírem laços para o futuro. Brasil e Portugal foram sempre um bom exemplo disso”, observou Luísa Pais Lowe.

“Somos dois países amigos, próximos, e o Brasil quer celebrar os 200 anos da sua Independência junto com Portugal, para dar um exemplo de fraternidade, união e amizade, neste mundo que precisa tanto dessa mensagem”, advogou, por sua vez, Nazareth Azevêdo.

#portugalpositivo

TÓPICOS