De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Atriz Anna Carvalho trocou Portugal pelos Estados Unidos

A cidade de Austin oferece boas oportunidades para atores que queiram enveredar pelo teatro e cinema independentes, nos Estados Unidos, disse à Lusa a atriz portuguesa Anna Carvalho, que trocou Los Angeles pela capital do Estado do Texas, em agosto.

“Acho que Austin está mais perto do que temos em Lisboa”, explicou a atriz e realizadora, que vive nos Estados Unidos há três anos, referindo-se à abundância de produções teatrais e ‘indie’ na cidade texana, onde agora representa Shakespeare e se prepara para protagonizar um drama de Felix Moore.

Anna Carvalho soma uma carreira de 22 anos, que este ano chegou à realização, nos Estados Unidos, depois de ter passado pelo teatro e pelo cinema português, do filme “Ossos”, de Pedro Costa, aos palcos das companhias ACERT, Inestética, Mandrágora, Reflexo ou Comuna, dos Morangos com Açúcar e aos Dancin’Days, a séries como Alves dos Reis, Super Pai e Ajuste de Contas.

Fez estudos de drama em Lisboa e Londres, tem o curso de Artes Perfomativas da Escola Superior de Teatro e Cinema, é licenciada em Audiovisuais e o seu currículo inclui cursos e ‘workshops’ com profissionais como Margie Haber, Tracey Rooney, Adam Lieblein, Barbara Bragg, Bob Goodman e Paul Madden, Teresa Villaverde, Vera Mantero e Carlos Pessoa.

Partiu para os Estados Unidos há três anos, fixou-se em Los Angeles, o seu nome apareceu em séries como Metro e Corrupt Crimes. Agora encontra-se em Austin, no Texas, sobretudo pela proximidade à produção independente.

Esta cidade, à semelhança de Atlanta, tem atraído produções de cinema e televisão nos últimos anos, incluindo a série “Fear the Walking Dead”, da cadeia AMC, e “The Leftovers”, da HBO.

Uma das vantagens da região é a diversidade de recursos naturais e terrenos de grandes dimensões disponíveis para gravação.

Anna Carvalho sublinhou à Lusa que também “não há tanta concorrência” como em Los Angeles, que “está cheia de atores”, o que “nem sempre” significa qualidade de oferta.

“Os egos em LA são maiores”, disse a atriz à Lusa, considerando que “a indústria é muito competitiva” na cidade californiana e que Austin “tem mais harmonia”, além de muitos atores com formação académica.

“O sentido de comunidade é diferente, as pessoas são mais organizadas e há um profissionalismo grande”, adiantou.

Entre os projetos em que Anna Carvalho está envolvida, destaca-se a gravação de uma minissérie dedicada ao vinho local Dandy Rosé, cuja produção foi inspirada pelas vinhas portuguesas.

A ‘sommelier’ Rae Wilson “adora a zona da Régua”, adiantou a atriz, “e resolveu fabricar o seu vinho rosé em Austin”. O trabalho deverá ser lançado ainda este mês.

Até este fim de semana, a atriz portuguesa também está em cena no Ramsey Park com a peça “Macbeth”, de Shakespeare, pela companhia de teatro Something For Nothing.

Há ainda dois projetos em pós-produção: uma curta em francês filmada em Miami, “Stiltsville Sisters”, e o episódio piloto de uma série de ficção científica, “Red Runners”, realizada por Erik Bernard.

A primeira curta realizada pela portuguesa, “Death is the Place on Earth”, foi selecionada para dois festivais internacionais, com apresentação marcada para dezembro no LIFFT India Filmotsav, em Lonavla.

Uma segunda produção dirigida por Anna Carvalho, “Red Roses Never Die”, encontra-se em pós-produção.

Para 2019, está marcado o início das gravações de um drama de Felix Moore em San Antonio, cidade vizinha de Austin, do qual Anna Carvalho será a protagonista.