De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Atores portugueses procuram um “passaporte” para Hollywood

Está a decorrer a terceira edição do projeto “Passaporte” em Lisboa, onde 14 atores portugueses estão a ser apresentados a diretores de casting de todo o mundo. Há quem tenha conseguido a tão desejada internacionalização mudando de país, como é o caso de Benedita Pereira, e quem tenha alcançado o ‘inalcançável’ ao protagonizar grandes produções estrangeiras através deste “Passaporte” como Albano Jerónimo e José Fidalgo.

A atriz Benedita Pereira (na foto) é uma das que arriscaram e, desde há dez anos, vive entre Portugal e os Estados Unidos. Os castings são o seu dia a dia. Até agora já participou em diversas peças de teatro e filmes independentes. E nem as séries lhe escaparam. Já marcou presença num episódio especial de “A Lista Negra” e em vários na terceira temporada de “Versailles”, ambas mundialmente conhecidas.

Foi com a amiga Daniela Ruah – uma das atrizes portuguesas mais internacionais a protagonizar a série americana “Investigação Criminal” – que Benedita Pereira decidiu tentar a sua sorte lá fora, em 2007. A atriz estava consciente que poucos diretores de casting estrangeiros visitam Portugal à procura de talentos nacionais, por isso decidiu apresentar-se a várias agências e produções.

Consciente destas dificuldades, a diretora de casting portuguesa Patrícia Vasconcelos decidiu criar há 3 anos o projeto Passaporte, com o apoio da Academia Portuguesa de Cinema, para colocar os valores nacionais no mapa mundial e apresentar uma seleção de atores lusos a diretores de casting internacionais.

Isto porque até há pouco estes diretores de casting “paravam em Espanha quando procuravam novos atores”, conta Patrícia. Foi essa ideia que a levou a lançar o Passaporte para que os nossos atores não “fizessem apenas de de portugueses, mas sim qualquer papel”.

Albano Jerónimo foi um dos atores que conseguiu uma personagem de destaque numa grande produção internacional logo na primeira edição do “Passaporte”, ao entrar em dois episódios na série americana “Vikings”, como pode ver no vídeo abaixo. No ano seguinte foi a vez de José Fidalgo conseguir um papel na telenovela “Deus Salve o Rei”, da brasileira Globo. Fidalgo chama a este projeto “uma janela de oportunidades” que vários atores ambicionavam há muito.