De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Mundo

Angola e a União Europeia reforçam cooperação sobre direitos humanos

Angola e a União Europeia mantêm reuniões periódicas para analisar a situação dos direitos Humanos no país. O ministro da Justiça Francisco Queirós recebeu a chefe da delegação Europeia em Angola. Entre outros assuntos, analisaram o incidente ocorrido na vila mineira de Cafunfo.

Jeannette Seppen, embaixadora da União Europeia em Angola, explica que “vai continuar o diálogo com o governo, mas também com os membros da sociedade civil e vamos acompanhar o processo para assegurar que os direitos humanos sejam promovidos e protegidos ao máximo possível.”

Angola e a UE apostam na formação profissional como estratégia para reduzir o desemprego em Angola. No âmbito do acordo “Caminhos Conjuntos” a União Europeia investiu 20 milhões de Euros no projeto RETFOP, um programa que veio relançar o sistema de formação e ensino técnico profissional em Angola.

O ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, acredita que “a pirâmide de formação dos quadros do país tem de ser devidamente estruturada. Precisamos de licenciados, precisamos de mestres, precisamos de doutores, mas precisamos muito mais de pessoas bem qualificadas, capazes de exercer de forma competente uma dada profissão, mesmo não sendo licenciados.”

A cooperação entre Angola e a União Europeia estende-se em vários domínios. O embaixador de Portugal em Angola disse que está entre as prioridades de Portugal à frente da Comissão Europeia, o reforço da referida cooperação.

A cooperação entre Angola e a União Europeia estende-se em vários domínios. O embaixador de Portugal em Angola disse que o seu reforço está entre as prioridades de Portugal à frente do Conselho Europeu.

Pedro Pessoa e Costa, Embaixador de Portugal no país, afirma que “Angola, e todo o continente africano e os PALOP, estarão sempre nas prioridades da política externa portuguesa, e queríamos aproveitar o facto de termos na União Europeia este enquadramento para continuar a promover por melhor relacionamento, mais útil relacionamento e um relacionamento mais pragmático tendo em conta os desafios que esta pandemia nos trouxe a todos”.