De que está à procura ?

Desporto

Simões, Diamantino e Maniche apostam em Cristiano Ronaldo

Os ex-futebolistas internacionais portugueses Diamantino Miranda, António Simões e Maniche declararam hoje acreditar num Cristiano Ronaldo “inteligente” na gestão de fatores como idade ou condição física para representar uma mais-valia para Portugal no Mundial2022.

Os três antigos jogadores participaram na tertúlia ‘O Mundial vai ao Bar’, que teve lugar no The Couch Sports Bar, em Lisboa, na qual se pronunciaram sobre as hipóteses de Portugal no Mundial2022 e na capacidade atual de Cristiano Ronaldo, que todos consideraram uma mais-valia para a equipa portuguesa e que deve ser aproveitada.

“Não é logo no primeiro jogo, se as coisas não correrem bem, que se vai logo dizer que a culpa é do Cristiano Ronaldo ou que o Fernando Santos não tem coragem de o tirar… Vão dizer que o Cristiano jogou e não deveria ter jogado, que já tem 37 anos. Obviamente não tem aquela frescura de quando tinha 16 anos, quando começou, isso é lógico”, constatou o antigo médio António Simões, que alcançou um quarto lugar no Mundial2006 com as cores lusas.

Maniche, antigo companheiro de seleção do atacante que irá representar novamente Portugal numa fase final de um campeonato do mundo, recordou que Cristiano Ronaldo “fez 32 golos ainda há quatro meses” e, por sua vez, Diamantino Miranda, que representou Portugal no Mundial1986, preferiu não fazer grandes previsões sobre a participação do camisola 7 da seleção nacional no Mundial que se avizinha.

“É uma incógnita. Há coisas que o Cristiano já não vai poder dar, aquelas coisas que vão durando por muitos anos. O Cristiano pode não pensar nisso, ou não está a aceitar isso muito bem, mas com certeza, quando se deita, vai pensar precisamente nisto que muita gente que acompanha o futebol pensa”, opinou o antigo médio.

António Simões, um dos representantes da geração mais bem-sucedida em campeonatos do Mundo – alcançou o terceiro lugar em Inglaterra, no Mundial1966 –, manifestou-se confiante de que a capacidade de concretização do madeirense irá voltar a salientar-se entre uma equipa repleta de talento.

“Nunca vi, na história do futebol português, tanto talento quanto nesta equipa. Uma pessoa vê posições em que há dois jogadores para o mesmo lugar e ainda há um terceiro, mas não podem estar todos e, se a equipa compreender isto, o Cristiano vai, muito possivelmente, finalizar e fazer golos”, previu.

Relativamente às possibilidades de Portugal no Mundial 2022, Diamantino Miranda mostrou-se muito otimista, tendo por base a qualidade que Fernando Santos terá à sua disposição na equipa de Portugal. “É difícil, sabemos que um dos jogos mais difíceis será já o primeiro, contra o Gana, mas acho que a qualidade desta seleção, quando olhamos para os nomes, a maioria deles são campeões europeus nos clubes em que jogaram ou jogam, é muito alta”, vincou.

Uma opinião partilhada também por Maniche: “Sei que eles têm capacidade mais que suficiente para chegarem à final ou passarem o Brasil, se for o caso”, frisou o antigo médio, vencedor de uma Liga dos Campeões ao nível de clubes, que lembrou ainda que será importante para a equipa manter-se focada e ter em atenção as dificuldades que já atravessou.

“Tem também de se ter a consciência das exibições que Portugal teve ao longo do apuramento – umas foram desagradáveis, outras fracas e outras boas, chegando até ao ponto de ir ao ‘play-off’, ficando a Sérvia à frente de Portugal”, recordou, pragmático.

Portugal está no Grupo H do Mundial do Qatar, que decorre de 20 de novembro a 18 de dezembro, com Coreia do Sul, de Paulo Bento, Gana e Uruguai.

TÓPICOS