De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Portugal

Plataforma para facilitar o investimento no turismo em Portugal

Invest in Tourism é a nova plataforma do Turismo de Portugal que visa reforçar a competitividade internacional de um setor estruturante para a economia nacional, através da afirmação do país como destino de investimento. 

Esta ferramenta é lançada ao mesmo tempo que decorre, em Portugal, o Resort & Residential Hospitality Forum, o maior encontro internacional de investidores, decisores e operadores líderes no segmento Resort e Residencial, com vista a promover investimentos turísticos estratégicos nas regiões mais propensas ao investimento em resorts. Inicialmente previsto para acontecer na Grécia, o evento foi captado por Portugal devido às condições únicas do destino, nomeadamente, a nível de segurança e qualificação da oferta, e conta com o apoio do Turismo de Portugal e a presença da Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques.

Para a Secretária de Estado do Turismo, “Portugal já é um dos destinos europeus mais atrativos para o investimento estrangeiro”. “Há que continuar a trabalhar para se promover o investimento e financiamento para a sustentabilidade do turismo, desenvolvendo competências e melhorando a coordenação de ações nas diferentes áreas de política, incluindo o empreendedorismo ou a inovação. O Invest in Tourism passará a ser a montra das oportunidades de investimento no turismo em Portugal”, acrescentou.

Invest in Tourism, cujo desenvolvimento se previa no contexto do Plano Reativar Turismo | Construir o Futuro, tem como objetivos acrescentar valor a um conjunto de atividades económicas ligadas ao turismo, reforçar a notoriedade internacional de produtos e serviços nacionais e a perceção de qualidade da Marca Portugal. Pretende, ainda, maximizar contactos com potenciais investidores, dinamizar processos de recrutamento de talento, divulgar oportunidades de negócio no turismo e criar ambientes favoráveis ao nascimento de novos negócios turísticos que permitam acelerar dinâmicas de investimento assentes em soluções inovadoras.

Disponível em português e em inglês, a plataforma está dividida em quatro áreas – Portugal de relance; Começar um negócio; Procurar uma oportunidade; Opções de financiamento – com toda a informação sobre o país, caracterização do setor e como começar um negócio em Portugal, sendo ainda apresentados casos de sucesso. São também disponibilizadas análises sobre talento, empreendedorismo e inovação, sustentabilidade, macroeconomia, estratégia, IDE, desempenho turístico, investimento e financiamento, benefícios fiscais, turismo residencial e tendências, bem como, informação sobre negócios recentes, principais transações e aberturas e número de projetos em pipeline.

O Turismo de Portugal disponibiliza ainda uma equipa dedicada a esta área, com a missão de apoiar o processo de investimento, nos domínios das oportunidades de investimento, financiamento, licenciamento, recursos humanos, empreendedorismo, estatísticas e parcerias, contando também com o contributo das equipas do Turismo de Portugal que atuam no estrangeiro.  

Portugal está no Top10 dos destinos europeus mais atrativos para o investimento estrangeiro, de acordo com o estudo “Attractiveness Survey 2021” (EY), que detalha que 70% dos investidores são europeus e 30% originários de outros países, sendo que os EUA foram o país responsável pelo maior número de projetos de IDE, seguido de Espanha, França, Alemanha, Reino Unido e Bélgica. 

O país é também 12.º destino turístico mais competitivo do mundo (Fórum Económico Mundial) e pretende posicionar-se como destino de investimento e polo de referência internacional na inovação, no empreendedorismo e na produção de bens e serviços para o turismo, conforme designado na Estratégia Turismo 2027. 

A esta iniciativa do Turismo de Portugal associa-se uma rede alargada de parceiros, tais como a Abanca, Bankinter, BPI, Banco Português de Gestão, Banco Montepio, Crédito Agrícola, Caixa Geral de Depósitos, Eurobic, GoParity, Novo Banco, Novo Banco dos Açores, Millennium BCP, Santander, Capital Partners, Quadrantis, Portugal Ventures e Turismo Fundos, estes dois últimos do Grupo Banco Português de Fomento.

#portugalpositivo