De que está à procura ?

Desporto

Não foi penálti? Foi sim, porque Ronaldo é inteligente

O grupo de estudo da FIFA considerou que a utilização do videoárbitro e a “inteligência” dos avançados, em que é dado o exemplo de Cristiano Ronaldo, ajudaram a um maior número de grandes penalidades no Mundial. 

Depois de concluída a primeira jornada da competição, o grupo técnico da FIFA, com os ex-futebolistas Sunday Oliseh e Faryd Mondragón, o treinador Alberto Zaccheroni, e Chris Loxton, líder do grupo de análise e informação sobre o rendimento, avaliou as evoluções técnicas nas seleções e nos jogadores, e situações de jogo.

Entre os vários aspetos, foi analisado o aumento de penáltis nesta edição do Mundial, pormenor em que exemplificaram com Cristiano Ronaldo, que ganhou a falta que deu origem ao primeiro golo de Portugal diante do Gana (3-2).

“Deve-se à inteligência dos avançados, de Cristiano Ronaldo, por exemplo. Podemos dizer o que quisermos, mas é uma questão de inteligência e foi muito inteligente”, explicou o grupo técnico, em alusão ao penálti cometido sobre Ronaldo pelo defesa ganês.

Leia mais em Jornal de Notícias.

TÓPICOS