De que está à procura ?

Europa

Merkel recusa cargo na ONU

A ex-chanceler alemã Angela Merkel rejeitou uma oferta do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, para ocupar um cargo nesta organização. Guterres propôs que Merkel assumisse a presidência do Conselho Consultivo para os Bens Públicos Globais, um órgão recentemente criado com o qual pretende contribuir para a transformação das Nações Unidas.

Os bens públicos globais são os que afetam o bem-estar da humanidade como um todo, desde os de natureza prática, como a regulação da aviação civil internacional, até aspirações de natureza universal, como a realização da paz mundial.

Merkel telefonou na semana passada a Guterres e agradeceu-lhe a oferta, que recusou, disse ao jornal Die Zeit um porta-voz da antiga chefe do Governo alemão.

Após 16 anos como chanceler da Alemanha, Merkel deixou o cargo que foi ocupado, após eleições, pelo social-democrata Olaf Scholz, em Dezembro passado, e ainda não decidiu ao que irá dedicar o seu tempo, embora tenha assegurado que não se dedicará à política ou a mediar conflitos.

Em Novembro, numa entrevista à emissora pública Deutsche Welle, anunciou que iria alternar o seu tempo entre a “leitura” e o “sono” e que, passados alguns meses, veria o que gostaria de fazer “voluntariamente”, uma vez livre da preenchida agenda dos últimos anos.

Merkel mantém um escritório com nove funcionários numa avenida central de Berlim, o mesmo que ocupou após a reforma o antigo chanceler Helmut Kohl.

TÓPICOS