De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Lifestyle

Festival de Cinema de Berlim seleciona mais filmes portugueses

Os filmes “Aos dezasseis”, de Carlos Lobo, e “Juunt Pastaza entsari”, de Inês T. Alves, estarão em fevereiro na competição “Generation” do Festival de Cinema de Berlim.

Os dois filmes farão a estreia mundial numa secção competitiva do festival focada em narrativas que abordem a adolescência e a juventude e na qual serão atribuídos vários prémios.

“Aos dezasseis” é a primeira curta-metragem de ficção de Carlos Lobo e foi produzida pela Olhar de Ulisses e Cimbalino Filmes.

Em nota de imprensa, o realizador explica que o filme partiu de experiências pessoais e de lugares da adolescência, e considera-o “uma espécie de carta de amor à beleza da juventude e a todas as suas lutas, esperanças e frustrações”.

“Sou ‘skater’ desde os 14 anos e a cultura do ‘skate’ deu-me referências culturais que formaram as raízes da minha compreensão e a minha posição enquanto artista. Ao escrever esta história, quis mudar a sua perspetiva pessoal para o mundo de uma jovem rapariga que vive uma fase importante da vida”, afirma Carlos Lobo.

“Juunt Pastaza entsari” é uma curta-metragem documental da realizadora e produtora Inês T. Alves e foi rodada com uma comunidade indígena da floresta da Amazónia.

Segundo o festival, o filme segue um grupo de crianças da tribo Achuar junto ao rio Pastaza, entre o Equador e o Peru.

“Inês T. Alves acompanha com atenção o quotidiano deste jovem grupo, que vive em profunda interligação e com a natureza”, lê-se na sinopse do festival.

A 72.ª edição do Festival de Cinema de Berlim decorrerá de 10 a 20 de fevereiro, com a programação repartida por várias secções, competitivas e não competitivas, e programas paralelos em torno da indústria cinematográfica.

Da programação já anunciada, no que diz respeito à produção ou coprodução nacional, o festival contará com o filme “By Flávio”, de Pedro Cabeleira, na competição oficial de curtas-metragens.

No programa Fórum estarão “Super Natural”, primeira longa-metragem de Jorge Jácome, e “The Maji-Maji Readings”, do cubano Ricardo Bacallao, com a participação da artista portuguesa Grada Kilomba.

O Fórum Expandido contará com o projeto “Yarokamena”, do realizador e investigado colombiano Andrés Jurado, com coprodução portuguesa pela Kintop, de Susana de Sousa Dias.

No programa Geração 2022, estará o filme “Nada para ver aqui”, do realizador belga Nicolas Bouchez, numa coprodução entre Portugal, Bélgica e Hungria.

A 72.ª edição do festival de Berlim abrirá com o filme “Peter Von Kant”, do realizador francês François Ozon.

O realizador, argumentista e produtor M. Night Shyamalan vai presidir ao júri internacional do festival.

#portugalpositivo