De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Portugal

Confinamento para 70% dos portugueses a partir de quarta-feira

António Costa falou aos jornalistas após um Conselho de Ministros extraordinário este sábado em que foram decididas novas medidas restritivas para controlar o aumento de casos de covid-19 no país. O primeiro-ministro anunciou o confinamento parcial em concelhos com mais de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Esta decisão de confinamento parcial aplica-se a partir de quarta-feira, dia 4 de novembro, a 121 concelhos, ou seja, mais de 70% da população portuguesa, incluindo Lisboa e Porto.

O Governo disse ainda que vai contratar enfermeiros reformados para rastreios de contactos da covid-19. A contratação destes enfermeiros será feita de forma idêntica aos médicos reformados.

O primeiro-ministro afirmou que o Governo enfrenta o desafio de ter de tomar medidas contra a covid-19 para evitar a rutura do Serviço Nacional de Saúde (SNS), mas sem “afundar a economia” portuguesa.

António Costa transmitiu esta posição no final do Conselho de Ministros extraordinário, no Palácio Nacional da Ajuda, que durou cerca de oito horas e que se destinou a tomar novas medidas para conter a pandemia da covid-19.

Em conferência de imprensa, na sua intervenção inicial, o primeiro-ministro referiu que, se nada for feito para travar o crescimento da pandemia, que se verifica desde meados de agosto, o aumento de infeções “conduzirá a uma pressão insustentável do SNS e a um agravamento da saúde pública”.

Mas, logo a seguir, António Costa abordou a questão da economia, falando sobre a evolução de Portugal no período de confinamento, entre março e o final do segundo trimestre, período em que se verificou uma drástica quebra do Produto Interno Bruto (PIB).

António Costa confirmou ainda que vai discutir com Marcelo Rebelo de Sousa a possibilidade de ser declarado o estado de emergência.