De que está à procura ?

Colunistas

Colegas de trabalho que vendem rifas 

Se há coisa que nunca falha numa empresa com um núcleo mediano de funcionários, é o frustrado que insiste em chatear os colegas para lhe comprarem rifas.

E porque raio é que existe sempre um anormal destes nas empresas? Ninguém sabe. É um mistério. Um absoluto mistério.

Ora, quem compra geralmente as rifas, sabe são uma treta. Para além de os prémios serem geralmente uma valente merda, quem compra pouco tempo depois acaba por deitar o comprovativo ao lixo. E o problema nem é o valor da bosta da rifa, porque geralmente são valores simbólicos e até dão para descarregar as moedas escuras que andam a pesar na carteira, mas sim a insistência do frustrado que dia após dia insiste como um valente cabrão e anda sempre apetrechado com aquele conjunto de folhas.

Claro que após várias tentativas, há sempre quem desista de aturar o tipo do costume, e até já se fartou de lhe dizer que não com sorrisinhos falsos, mas quando vê que já não tem paciência para mais, acaba por ceder e oferecer-lhe a porcaria do dinheiro. 

Na minha opinião, deveria existir um regulamento em cada empresa que permitisse foguear o primeiro individuo que tivesse a ideia de vir tentar cravar uns trocos aos colegas. Creio que desta forma, estas questões pertinentes acabavam de imediato e em dias de Inverno, sempre dava para poupar na utilização de aquecimentos.

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

TÓPICOS