De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Portugal

Agosto foi um grande mês para o comércio português

Nas vendas a retalho só os suecos bateram os portugueses em agosto, diz o Eurostat. As estatísticas europeias mostram que o indicador caiu 0,2% face a julho na zona euro, mas subiu 1,1% em Portugal.

É a segunda maior subida entre os estados membro, só batida pelos 1,2% da Suécia, refere o Eurostat.

Muitos observadores dizem que o regresso dos emigrantes terá contribuído para esses números, mas não estatísticas que o permitam apurar.

Na análise por segmentos de consumo, há quebras de 0,6% nos carburantes e 0,3% na alimentação, bebidas e tabaco, enquanto o sector não alimentar ficou estável.

Na comparação homóloga, com agosto de 2017, o volume de vendas do comércio a retalho na zona euro aumentou 1,8%, impulsionado pelo sector não alimentar (2,9%) e pelo sector da alimentação, bebidas e tabaco (0,9%). Já as vendas de combustíveis diminuíram 0,3%.

Na UE 28, o indicador manteve-se estável em agosto, face a julho. Cresceu 2,4% num ano.