De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

A cor do meu arco-íris?

Branca é a cor

Negra é a dor…

Escura é a prisão

Dourado é o meu sol…

 

Verde é a cor

Da minha esperança

Rosa é a cor

Da minha saudade.

 

Negra é a vida

Verde é o espaço

Azul é o firmamento

Preto é o meu lamento…

 

Vermelho é este sangue

Que me corre nas veias

Mais quente que a vida

A enfrentar toda a dor…

 

É a cor, é a cor

A cor do meu sangue

O vermelho da vida

A paciência de tudo…

 

Verde é a cor

Vermelho é o calor

Do sangue que tenho

A correr-me nas veias…

 

E o verde do espaço

E o verde da esperança

Subordinam do sangue

Vermelho das veias…

Que preso cá dentro

Não vai misturar-se,

 

Fazer o arco-íris

E fica cá dentro

Sem poder mover-se…

 

Mário Adão Magalhães

05/11/1984

(Não pratico deliberadamente o chamado Acordo Ortográfico).

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.