De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

Viagens de um solteiro: ainda bem que tive que ir à casa de banho

Num fim de semana fui de Boston para Chicago. Fiquei em casa de uma amiga.

Quando cheguei, fomos visitar a antiga universidade de Chicago. Nunca pensei em ver tantos edifícios universitários. Talvez seja porque a minha carreira tenha estado sempre muito conectada com eles.

Passámos algum tempo numa linda livraria lá e almoçamos. Como pode ser que estejamos ao lado de um dos piores bairros de Chicago?

Foi-me dito que a universidade é calma devido a tantos polícias no campus.

Depois do almoço, continuei os meus passeios no centro da cidade sozinha. Estava entusiasmada com toda esta arquitectura. Simplesmente espectacular. Tentei entrar nalguns museus, mas havia tantas pessoas que desisti. Passei toda a tarde a caminhar pelas lindas avenidas com muita gente.

Era altura do Natal. E com o consumo que existe lá. As pessoas andavam para cima e para baixo de loja em loja com muitos pacotes e presentes.

A certa altura vi a torre mais alta de Chicago. Resolvi ir lá. Foi-me dito que, para evitar pagar entrada, podia sentar-me no café e tomar uma bebida.

Então subi de elevador e fui ao bar. Havia muita gente. A empregada disse-me imediatamente: “Tem que esperar mais de 45 minutos.” Eu pensei “não, eu não vou fazer isso. Paciência. Mas deixe-me ir à casa de banho antes de continuar a caminhar.”

Que bela surpresa. Ao abrir a porta, deparei-me com uma vista maravilhosa. Passei um bom bocado a tirar fotografias da casa de banho. Inteligente!