De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Desporto

Vanessa Paquete e Gabriela Coelho no Circuito Mundial de Voleibol de Praia

A dupla feminina de voleibol de praia constituída por Vanessa Paquete e Gabriela Coelho vai disputar duas etapas de três estrelas do Circuito Mundial, em maio, anunciou esta quarta-feira a Federação Portuguesa de Voleibol (FPV).

Após cerca de oito meses de treino, que incluíram dois estágios em França com a seleção tricolor de praia, e uma competição no País Basco, em Espanha, a jovem dupla Vanessa Paquete/Gabriela Coelho vai estrear-se ao mais alto nível competitivo.

A primeira disputa-se em Mersin, na Turquia, de 02 a 06 de maio, e a segunda na cidade suíça de Lucerna, de 09 a 13 de maio.

“Depois de estarmos a treinar oito meses praticamente só nós as duas, a ansiedade vai ser um fator a ter em conta. Vamos querer que saia tudo bem logo à primeira e isso provavelmente não irá acontecer. Vamos tentar controlar ao máximo os níveis de ansiedade”, referiu Vanessa Paquete.

Gabriela Coelho considera que independentemente das adversárias, a dupla vai ter que dar o máximo e tentar que o jogo corra de feição.

“Não podemos pensar se do outro lado da rede está uma dupla forte, seja brasileira, alemã ou de qualquer outro país com tradição no voleibol de praia, mas mais em nós próprias e no trabalho que realizámos até agora”, explicou a jogadora.

“Agora é que começa a parte interessante. Não encaramos isto como um teste-de-fogo. Estivemos oito meses a trabalhar praticamente sozinhos, fomos duas vezes estagiar a França e competir num torneio em Espanha, que correu muito bem, e já não competimos desde aí”, disse o treinador Ricardo Rocha.

Para o treinador estas etapas constituem uma oportunidade para fazer uma nova avaliação, ver o que vai acontecer em competição e como é que a dupla se sentem num ambiente [World Tour] que não é normal para ela, já que só participou em etapas de categoria inferior.

“Se as pessoas fizerem a leitura do ‘ranking’ do ‘qualifying’ da primeira prova, na Turquia, vão reparar que a nossa é a única dupla que ainda não tem pontos. Somos os mais inexperientes e, por isso, estamos preparados para tudo, para lidar com o sucesso e o insucesso”, acrescentou.

Ricardo Rocha reconhece que o desempenho da dupla vai depender muito dos adversários, mas parte para estas duas etapas com o objetivo de tentar pôr em prática tudo aquilo que treinou até agora.