De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

Segredos da floresta

O sossego da floresta motiva muitos visitantes vindos das grandes cidades, a visitá-la.

Não só os individualistas ou aventureiros desejam apreciar a natureza nas várias estações do ano. Também famílias, vários grupos vindos de jardins de infância e escolas têm a iniciativa de descobrir as vantagens de passear entre uma e cinco horas nas florestas densas.

Dependendo da zona geográfica, as florestas poderão ser constituídas por pinheiros, carvalhos, faias e outros arbustos lenhosos. A árvore, como produtora de oxigénio à volta das cidades, continua a ser protegida por várias instituições dedicadas ao equilíbrio do sistema ecológico e outras dedicadas à proteção da saúde.

E mesmo ao lado dos troncos altos, pode-se encontrar musgos bem verdes e macios,assim como fungos. Estes últimos, mais conhecidos por cogumelos, são alguns deles comestíveis e muitos outros não são comestíveis, devido às suas características tóxicas.

As folhas caídas no Outono, a neve e a chuva no Inverno não impede muitos que se desloquem à floresta. Esta poderá estar até mesmo coberta de vários tipos de folhas, escorregadia e com poças de água, o que torna a paisagem entusiasmante para alguns. Embora alguns visitantes, prefiram as estações da primavera e verão, devido aos arbustos floridos e o canto dos pássaros.

A necessidade de atividade física de muitos habitantes residentes nas grandes cidades, cheias de aranha-céus, filas de trânsito e horários a cumprir, leva ao amantes da natureza a deslocarem-se a pé ou de bicicleta às zonas verdes nos arredores das suas cidades.

Os pequenos lagos e os seus patos selvagens de plumagem colorida, escondidos dentro da floresta despertam a atenção de qualquer visitante. Estes locais, poderão ser ótimos para a realização de piqueniques.

Inúmeros animais selvagens têm o seu habitat natural na floresta, nomeadamente o veado, o javali, o esquilo, a raposa, o rato do campo, certo tipo de falcoes, pica-pau, rãs, salamandras, vespas, libélulas, escaravelhos e formigas.

Para os mais desportistas, os caminhos ou trilhos florestais estão cheios de desafios, sob um céu azul ou cinzento. E por sorte, poderá-se encontrar um guarda-florestal que nos conte „os segredos“ da floresta, nomeadamente sobre o comportamento dos veados-machos em certa alturas do ano, sobre a proteção e tratamento de animais feridos encontrados nas florestas e a divulgação do comportamento ideal do indivíduo numa zona verde.

Significa que a floresta não é apenas um espaço calmo, mas é um excelente objeto de estudo, pois está repleto de beleza e de diversidade biológica.