De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Lifestyle

Português leva três peças à Rússia

O diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II, Tiago Rodrigues, põe em cena três projetos em São Petersburgo, na Rússia, na próxima semana, onde vai receber o Prémio Europa de Teatro, anunciado no passado mês de julho.

De acordo com o comunicado divulgado pelo Teatro Nacional D. Maria II, Tiago Rodrigues vai apresentar em S. Petersburgo “Burning the Flag (work in progress)”, “By Heart” e “Sopro”, três projetos próprios, que serão representados na cidade russa, de 13 a 17 de novembro.

No dia 17, Tiago Rodrigues recebe o Prémio Europa Realidades Teatrais, na cerimónia que este ano tem lugar em São Petersburgo, no Alexandrinsky Theatre.

Depois da presença em São Petersburgo, e no âmbito do Festival d’Automne à Paris, os espetáculos “Sopro” e “By Heart” serão apresentados na capital francesa, no Théâtre de la Bastille, no Théâtre de Chelles e no Espace 1789 de Saint-Ouen. De acordo com o Nacional D. Maria, todas as sessões já se encontram esgotadas.

A atribuição do prémio a Tiago Rodrigues foi anunciada no passado dia 11 de julho.

Para o júri do prémio, o diretor artístico do D. Maria II tem “dado vida a uma nova forma pessoal de construir pontes entre cidades e nações, tanto na cooperação civil, como artística, entre diferentes povos”, sendo assim um dos galardoados, que “continuam a lutar por um novo Teatro Europeu, que vá além de qualquer barreira ou preconceito”.

São Petersburgo foi a cidade escolhida para receber este ano a 17.ª edição do Prémio Europa de Teatro e a 15.ª do Prémio Europa de Teatro – Realidades Teatrais.

O Prémio Europa de Teatro foi instituído em 1986 e, entre os criadores distinguidos, constam nomes como os dos dramaturgos ou encenadores Christoph Marthaler, Thomas Ostermeier, Katie Mitchell e Pippo Delbono.

Tiago Rodrigues é o segundo português a ser galardoado com o Prémio Europa de Teatro depois de, em 2010, o prémio ter sido atribuído à companhia Teatro Meridional.

O Prémio Europa de Teatro não representa apenas uma celebração artística, mas uma plataforma para a promoção da interdisciplinaridade, integração e cooperação entre o Teatro e as restantes artes.

“Sopro” regressará a cena em Portugal em 2019, no D. Maria II (de 11 a 19 janeiro), em Lisboa, e no Centro Cultural Vila Flor (03 maio), em Guimarães.