De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Desporto

Portugal com estreia perfeita nos Europeus de padel

Portugal iniciou esta terça-feira os Europeus de padel com uma dupla vitória das seleções feminina, sobre a Holanda, e masculina, diante da República Checa, e com o apuramento de quatro duplas para os ‘quartos’ da competição.

Campeã em título, a equipa feminina portuguesa esteve irrepreensível diante as adversárias holandesas, vencendo por 3-0, naquele que foi o “pontapé de saída” para o Campeonato da Europa por Nações, que termina dia 18 de novembro no Clube de Ténis do Estoril.

No primeiro encontro, Ana Catarina Nogueira e Kátia Rodrigues derrotaram as holandesas Yvonne Peeters/Cynthia Dekker, por 6-0 e 6-1, e, logo de seguida, Sofia Araújo e Filipa Mendonça não abrandaram o ritmo e, ante Sabine Schutelaar/Tess Dinteren, fecharam o encontro com um duplo 6-0.

Com a vitória de Portugal já confirmada, Diana Silva e Marina Afonso garantiram o pleno da seleção da casa frente à Holanda, impondo-se a Milon Ettekoven/Marcella Koek, por 6-3 e 6-4.

“Já conhecia esta seleção holandesa. Há dois anos joguei contra elas, têm algumas jogadoras novas, mas sabia que éramos superiores e que, se estivéssemos a um bom nível, ganharíamos com alguma margem. Foi isso que aconteceu, jogámos todos os encontros muito bem, de uma forma séria, e acabámos por confirmar com estes resultados”, destacou Filipa Mendonça, número 62 do ranking mundial.

Já Sofia Araújo assumiu que o objetivo realista de Portugal, na presença da Espanha, que boicotou o anterior Europeu, é o segundo lugar. “Mas vamos lutar por um lugar na final e aí dar o nosso máximo”, reconheceu aquela que partilha a primeira posição do ranking nacional com Kátia Rodrigues.

À semelhança do sucedido com as campeãs europeias em título, a seleção nacional masculina não encontrou dificuldades para provar o seu favoritismo no duelo com uma República Checa ainda pouco experiente na modalidade.

Vasco Pascoal e Miguel Oliveira foram chamados a abrir o desafio e estrearam-se frente a Zdnek Pliska e Ondrej Pliska, com um duplo 6-0, o mesmo resultado conseguido no encontro seguinte por Diogo Schaefer e João Bastos diante de Micha Sklemarik e Jakus Tesiny.

Pedro Plantier e Tiago Santos entraram em pista quando o confronto Portugal-República Checa já estava decidido, mas, ainda assim, não desperdiçaram a oportunidade de manter imaculadas as cores nacionais, impondo-se com duplo 6-1 a Svejnoh Marek e Polacek Lukas.

Na competição de pares, das 11 duplas que haviam acedido aos oitavos de final, apenas quatro continuam em prova. Sofia Araújo/Kátia Rodrigues e Ana Catarina Nogueira/Filipa Mendonça, entre as senhoras, e Vasco Pascoal/João Bastos e Diogo Rocha/Miguel Oliveira, na variante masculina, venceram facilmente os respetivos encontros e qualificaram-se para os quartos de final.

Na quinta-feira, Sofia Araújo e Kátia Rodrigues vão defrontar a dupla espanhola e quarta classificada no ranking mundial, Gemma Triay e Lucia Sainz, enquanto Ana Catarina Nogueira/Filipa Mendonça têm encontro marcado com as italianas Sara Celata e Sandrine Testud.

Vasco Pascoal e João Bastos jogam o acesso às meias finais de pares com Aday Santana (16.º no ‘ranking’) e Álvaro Cepero (13.º) e Diogo Rocha/Miguel Oliveira frente ao antigo número um mundial Juan Martín Diaz e o seu parceiro Pablo Lijó, atual detentor do 24.º posto da hierarquia mundial.