De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Opinião

Pólvora seca

Tancolhões aos tombos, sem prazo de validade.

O material roubado em Tancos era para abater. Encontrar-se-à algures numa sucata.

Nem tem valor fiduciário.”Trinta e quatro mil euros” é coisa pouca!

Serve, quando muito, para matar moscas. E siga a banda!

Se isto não é a segurança dum país de brandos costumes, não, não vejo o que seja. Até somos um povo acolhedor. País afável, sem guerras, logo pacífico.

Para que necessitamos de trinta e quatro mil euros de pólvora?!

Este povo pega fogo ao mundo.

Imagem intercalada 1

Mário Adão Magalhães 017/07/14

(Não pratico deliberadamente o chamado Acordo Ortográfico).