De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Europa

No próximo ano escolar já não há telemóveis nas escolas francesas

Foi aprovada a proibição do uso de telemóveis nas escolas francesas. A proposta avançada pelo partido de Emammunel Macron, La République en Marche, e obteve o apoio dos partidos MoDem (Movimento Democrático) e do UDI-Agir-Indépendants (Union dos Democratas e Independentes), tendo conseguido 62 votos a favor e um contra.

A lei entra em vigor a partir do começo das aulas, em setembro.

Os partidos à esquerda do espectro político – socialistas, France Insoumise, comunistas e republicanos – abstiveram-se porque encararam a lei de Macron como uma mera “operação de comunicação”, de “agenda política” e, por ser “uma lei de circunstância”,  “não vai mudar nada”.

A lei proíbe a utilização de todos os dispositivos conectados, incluindo telemóveis, tablets smartwatches e estende-se aos alunos inscritos no ensino básico e no secundário, entre o sexto e o nono ano.

Quanto aos alunos entre o décimo e o décimo-segundo anos de escolaridade, a lei permite que as escolas adotem um regulamento interno no qual podem ou não implementar a proibição do governo francês ou impô-la de forma total ou parcialmente.