De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Mundo

Miguel Vieira apresenta novas técnicas em Nova Iorque

Miguel Vieira | Winter 2016 | ModaLisboa - Curiouser

Miguel Vieira apresentou, esta terc três novas técnicas na New York Fashion Week – aglutinato, amarrotado e plissado – trazendo texturas e fios que ora se entrelaçam, ora se amarrotam, ora criam vincos, tal como no amor.

Foi ao som do “Wait for me” (espera por mim), de Luca d’Alberto, que a sala C dos Pier 59 Studios de Nova Iorque, lotada nos cerca de 400 lugares, recebeu os “Reflexos” de Miguel Vieira, a nova colecção que o estilista português apresentou para o próximo outono/inverno 2017-2018.

O preto e branco, as botas de cano alto com tachas nacaradas e saias plissadas, cachemiras e blasers em tecido de alfaiataria destacaram-se no dia da celebração do amor.

A palete que Miguel Vieira trouxe a Nova Iorque para a próxima estação fria dividiu-se, como vem sendo hábito, entre o preto e branco, mas também chegou com alguns tons de cinzas.

“O Miguel Vieira foi sempre conhecido pelo preto e pelo branco e eu não quero fugir a essas origens e acho que era muito importante continuar com esse registo, com essa marca”, explicou à Lusa o criador, assumindo que é uma forma de “fidelizar as pessoas”.

Miguel define os 43 coordenados da colecção Reflexos como “clássicos renovados”, onde se destacam tecidos de caxemira, peles e poli-peles e onde se encontram fatos ‘slim’ (justos) e sobretudos casual na coleção de homem e, na coleção de mulher, saias compridas e curtas, volumes contrastantes com algumas peças ‘oversize’ e muitas rendas pretas.

“O tema da coleção é “Reflexos” e que tem a ver com a maneira como nos vestimos e como é que as pessoas nos veem (…) como nos identificam”, descreveu Miguel Vieira, que pisou hoje pela segunda vez consecutiva a passarela do New York Fashion Week, assumindo-se “estupidamente nervoso”.

“Estou muito nervoso. Não sei explicar (…). Acho que é o acumular de um tempo de espera de seis meses e tudo se vai resumir a dez minutos”, confessou, a escassos momentos antes de apresentar a nova coleção na ‘big apple’

Miguel Viera lembra que no próximo ano vai celebrar 30 anos de carreira e que, apesar de ao longo de todo este tempo ter feito “muitas fashions weeks”, “muitos quilómetros de passerelle” e tendo passado por “muitas partes do mundo” continua a estar “estupidamente nervoso” antes de cada desfile.

“No dia em que perder o nervosismo já não ando aqui a fazer nada. Perde a piada”, assumiu.

Com mais dois de New York Fashion Week, o calendário do roteiro internacional do Portugal Fashion vai continuar no próximo dia 20 de fevereiro na London Fashion Week onde vai levar a designer Alexandra Moura à capital da moda inglesa.

A próxima ‘fashion stop’ é Milão, em Itália, no dia 26 de fevereiro, com Pedro Pedro e Carlos Gil.

Dia 01 de março, o Portugal Fashion leva Luís Buchinho a Paris, prosseguindo o roteiro de 22 a 25 de março em Lisboa e no Porto, cidade onde termina o primeiro trimestre de 2017.

A New York Fashion Week contou este ano com dois desfiles de ‘designers’ portugueses, o da Katty Xiomara, que decorreu dia 13, e o de Miguel Vieira, cuja colecção foi apresentada esta terça-feira, dia 14.

Os ‘designers’ portugueses estão a ser apoiados pela Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), no âmbito do projecto Portugal Fashion.