De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

Mickey Mouse celebra 90 anos de idade

Todos sabemos que a Disney não seria a mesma sem o Mickey Mouse. Este simpático ratinho é a figura mais emblemática da insígnia e moldou gerações que se divertiram com ele ao longo de 90 anos.

Esta icónica personagem estreou-se nas telas com “Steamboat Willie”, lançado em 18 de novembro de 1928 em Nova Iorque, nos Estados Unidos. O seu criador Walt Disney, conhecendo a dívida para com Mickey, disse um dia: “Só espero que nunca percamos a visão de uma coisa: que tudo foi iniciado por um rato”.

Porém, este adorável roedor, antes de empreender uma longa jornada, esteve quase para não acontecer… Ele começou a vida como um coelho chamado Oswald, porém o animador Walt, que estava a trabalhar na Universal Pictures, descobriu que havia perdido os direitos da personagem. Walt revelou em 1948 que Mickey apareceu na sua imaginação quando “o desastre parecia estar bem na esquina e eu temia perder tudo. Ele saiu da minha cabeça para um bloco de desenho numa viagem de comboio entre Manhattan a Hollywood, numa época em que as fortunas de negócios do meu irmão Roy e minhas estavam no ponto mais baixo”.

E Walt prosseguia: “Nascido de necessidade, este pequeno companheiro literalmente libertou-nos da preocupação imediata. Ele forneceu os meios para estender a nossa organização às dimensões actuais e alargar o meio de animação de desenho animado para novos níveis de entretenimento. Ele soletrou a libertação da produção para nós “.

A transformação de Oswald de coelho para rato, ajudada pelo amigo mais antigo de Walt – o animador Ub Iwerks – fez com que os seus ouvidos ficassem encurtados e redondos, tornando mais fácil para os animadores o desenharem. Walt nomeou-o Mortimer Mouse, mas a sua mulher, a artista Lillian, nunca gostou e implorou-lhe que mudasse para Mickey.

O rato foi uma sensação instantânea após aparecer no desenho animado “Steamboat Willie”, exibido no Colony Theatre antes de uma longa-metragem e causou logo grande agitação, especialmente porque foi um dos primeiros desenhos animados a sincronizar, com sucesso, o som.

Como a popularidade de Mickey subiu, o mesmo aconteceu com as suas aparições. Em alguns meses, uma série de curtas animadas do Mickey Mouse foi lançada – todas dobradas pelo próprio Walt Disney. convém lembrar que Mickey foi a primeira personagem de desenho animado a falar, exclamando: “Hot dogs” em “The Karnival Kid”, de 1929. Três anos depois, a Disney ganhou um Oscar pela criação do Mickey. A sua parceira Minnie Mouse, que também se estreou em “Steamboat Willie”, estava ao seu lado. Ao longo dos anos, o grupo de amigos de Mickey cresceu para incluir o Pato Donald, Pateta e Pluto.

Em 1935, Fred Moore encurtou o nariz de Mickey para torná-lo mais “querido” e deu-lhe luvas brancas para distinguir as suas mãos do seu corpo negro. Este é o Mickey que ainda hoje conhecemos. Cinco anos depois, Mickey interpretou o Aprendiz de Feiticeiro em “Fantasia”. Explicando a sua duradoura aclamação, Walt explicou: “Quando as pessoas se riem do Mickey Mouse é porque ele ser tão humano. Esse é o segredo da sua popularidade.

Havia merchandising do Mickey e um clube de fãs para crianças que atraíam números crescentes nos anos 50 na América. Mais tarde, o programa de TV do Mickey Mouse Clubteve estrelas infantis conhecidas como Mouseketeers e lançou as carreiras de Justin Timberlake, Britney Spears e Ryan Gosling. Em 1978, Mickey tornou-se a primeira personagem fictícia a se estrear no Hollywood Walk of Fame.

Ao longo dos anos, a fábrica Disney passou de animações de contos de fadas, como Bambi e o Rei Leão, a dominar a cultura popular com o recente lançamento de novos filmes de Star Wars e sucessos de super-heróis da Marvel. Mas Mickey continua a ser o embaixador da marca para o maior conglomerado de entretenimento do mundo.
Refletindo sobre o seu relacionamento com Mickey, Walt, que morreu em 1966, disse: “É compreensível que eu tenha um apego sentimental pela pequena personagem que desempenhou um papel tão importante no curso da Disney Productions. Ele ainda fala por mim e eu ainda falo por ele “.

Agora, em 2018, a mascote mais popular do mundo está a celebrar o seu 90º aniversário. E para festejar a especial efeméride, a Disney anunciou uma comemoração mundial para a personagem, que tem sido embaixadora da The Walt Disney Company desde a sua primeira aparição. Desde então, Mickey já apareceu em mais de 100 desenhos animados.

As celebrações já começaram no início de ano, mas em outubro, o canal norte-americano ABC irá exibir um especial do Mickey em homenagem ao seu aniversário. A programação contará com convidados especiais, apresentações musicais e outras atrações. A quinta temporada das curtas animadas Mickey Mouse chega ao Disney Channel, completando a sua 90ª produção com um episódio especial de aniversário que será exibido no final do ano.

Mas não as celebrações não se resumem a apenas isso: os parques da Disney também vão comemorar o 90º aniversário do Mickey com atrações especiais. Por isso, fiquem atentos para as novidades do Walt Disney World Resort, Disneyland Resort e muito mais para o dia 18 de novembro. Em todos os parques temáticos da Disney vai acontecer a Maior Festa Mouse do Mundo entre o fim de 2018 e o começo de 2019, por exemplo — mas é preciso ficar alerta para descobrir mais detalhes sobre esta grande festa.

Se pretendem visitar um país que tenha uma Disney Storeou irem até à que temos em Portugal, no Colombo, também é bom para se programarem: as lojas temáticas continuarão as comemorações com a Coleção Memórias Mickey Mouse, lançada em janeiro de 2018. Nestes espaços, também é possível encontrar uma série limitada de 12 bonecos de peluche, canecas e pins coleccionáveis e à venda. Mais de 30 livros também serão lançados para comemorar o aniversário.

Kate Moss e outros famosos também não deixam passar em branco tal data e celebram os 90 anos do Mickey Mouse. O fotógrafo britânico Rankin convidou 30 celebridades para um ensaio e as suas imagens forma transformadas num livro especial e de edição limitada, batizado de “Mickey Mouse & Me”. O mesmo não está à venda, mas irá ser leiloado por uma causa nobre: todo o dinheiro reunido será doado à Together for Short Lives, uma instituição conhecida no Reino Unido pelo seu trabalho com crianças com doenças graves e terminais. E há marcas que também se estão a associar á efeméride, com linhas especiais do Mickey.

Por isso, muitas novidades ainda estão programas para os próximos meses. Se não quiserem perder nada e participarem da comemoração, basta usarem o hashtag #Mickey90 nas redes sociais como Instagram, Twitter e Facebook. Parabéns, Mickey!