De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Magusto em Londres promoveu boas práticas de saúde junto da comunidade portuguesa

A fila de espera por um cartucho de castanhas assadas era sinal do sucesso do magusto organizado este sábado em Londres pela Lambeth Portuguese Community Wellbeing Society Partnership, destinado à promoção de boas práticas de saúde.

Paula Almeida esperou mais de meia hora, mas sem queixas, pois o objetivo era “sentir Portugal” e as raízes de Mangualde, na Beira Alta.

“É bom celebrar esta tradição portuguesa, reencontrar amigos, num ambiente confortável”, disse à agência Lusa, acompanhada pelas duas filhas.

Porém, também revelou a satisfação por ter encontrado a informação de um serviço de saúde que oferece o acompanhamento por psicólogos portugueses.

“Não sabia que existia e levo um folheto com o contacto porque tenho um familiar que precisa e que não fala muito bem inglês”, disse.

Mais de 300 pessoas deslocaram-se à Escola Primária REAY, no município de Lambeth, onde residem cerca de 40 mil portugueses, atraídos pela promessa de castanhas assadas.

Mas o ambiente era de arraial, com música e a oferta de bebidas e comida, como rissóis e pastéis de bacalhau.

Foi esta a forma encontrada de criar um ambiente informal e descontraído para promover serviços disponíveis e conselhos sobre como melhorar a saúde junto da comunidade portuguesa.

A Lambeth Portuguese Community Wellbeing Society Partnership é uma rede de entidades formada para dar assistência à comunidade de língua portuguesa no município londrino de Lambeth.

A equipa inclui médicos, cientistas, organizações sem fins lucrativos para a área da saúde, de apoio a crianças, de apoio social, educação linguística.

Nos dois edifícios abertos estavam ainda bancas informativas da polícia, de organizações sem fins lucrativos britânicas da área da saúde e apoio social e do Consulado Geral de Portugal em Londres.

Noutro espaço foi projetado o filme “Fado Camané”, no âmbito do festival de cinema Brixton Reel, realizaram-se jogos de futebol e oficinas criativas para crianças da LusoAcademy e da Native Scientist, que promovem o ensino da música e da ciência através da língua portuguesa.

O farmacêutico Karmen Chung mediu a tensão arterial a mais de 20 pessoas e considerou o resultado positivo.

“Muitas pessoas sofrem de pressão arterial alta e de diabetes de tipo 2, e muitas vezes esse problema está relacionado. Esta é uma boa forma de abordar as pessoas que nem sempre vão ao médico de família”, referiu.

O ‘deputy-Mayor’ de Lambeth, Guilherme Rosa, mostrou-se satisfeito com o sucesso da iniciativa, que espera que sirva de base para outras semelhantes.

“Temos de motivar estas organizações relacionadas com a saúde a interagir e a apoiar a comunidade portuguesa”, defendeu