De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Motores

Isuzu D-Max: imponente e trabalhadora

A Isuzu D-Max não tem mau aspecto! Muito pelo contrário. Acaba por ter um design mais interessante do que algumas das concorrentes, menos elegantes e mais caras. Nesta versão LS On Board há luzes de iluminação diurna em LED, uma grelha cromada, faróis de nevoeiro, puxadores das portas e capas dos retrovisores cromadas, estribos laterais e farolins traseiros em LED. As jantes são de 18 polegadas envolvidas em pneus 255/60R18.

Tem quase 1.80m de altura, 1.86m de largura e 5.29m de comprimento. É um automóvel imponente e não é difícil ser o centro das atenções num estacionamento coberto de um centro comercial ou mesmo no meio da cidade. A grande vantagem das pick-ups para além do espaço de carga e força é também esta “estatura” mais imponente e avantajada que quase sempre nos dá prioridade em todos os cruzamentos e rotundas! A Isuzu D-Max ficou aprovada nessa área! No que toca a transporte e reboque de pesos tem uma carga útil de 1010kg e consegue rebocar até 3500kg c/baixas.

Quando chegamos ao interior encontramos plásticos rijos, mas também uma boa construção. O aspeto interior pode bem ser um dos melhores do segmento, uma vez que as pick-ups são peritas em monotonia a este nível. Sempre foram automóveis focados no trabalho, com uma filosofia antiquada no que toca ao design, contudo, a Isuzu D-Max tem um interior agradável para o que seria expectável. O sistema de multimédia, não contava com navegação, nem com linguagem em português, pelo que podemos dizer que é algo “primitivo”. É uma das únicas com uma entrada USB nos lugares traseiros para carregamento do telemóvel.

O espaço a bordo é mais do que muito nos lugares dianteiros. Já nos traseiros, não conseguimos perceber o porquê de haver apenas um lugar no meio e à direita… O suposto lugar que poderia haver à esquerda está simplesmente indisponível, devido a servir para transporte de objetos. Obrigatoriamente viajamos no lugar à direita confortáveis q.b ou no lugar do centro totalmente desconfortáveis. A Isuzu D-Max não tem o conforto como palavra de ordem, os assentos são rijos e é provável que tenham de contratar um osteopata se fizerem viagens realmente longas. O compartimento de carga tem 1.64m de comprimento.

No que toca ao equipamento, contamos com ar condicionado automático, sensores de chuva e luminosidade, sistema de ajuda ao arranque em subida, sistema de ajuda à descida, câmara de ajuda ao estacionamento traseiro, comandos no volante, cruise control, botão de ignição, retrovisores aquecidos, assentos dianteiros aquecidos e 6 airbags.

A Isuzu D-Max é um automóvel agradável de conduzir, em quase todas as situações, tem um comportamento aceitável na estrada e é bastante “desenrascada” quando chega a altura de adotarmos caminhos mais acidentados. A tração integral ajuda, mas até em tração apenas ao eixo traseiro, passa com distinção alguns obstáculos mais exigentes. Debaixo do capô tem um motor 1.9 Litros diesel que debita 164cv de potência e 360Nm de binário. É um motor que chega para trabalhar, ou mesmo para nos deslocarmos, contudo, não se espera performances estonteantes. Apesar de ser um motor com menor cilindrada relativamente à concorrência, também não conta com consumos brilhantes. No nosso ensaio rondaram sempre os 8,5 litros a cada 100km.

No que toca a aceleração dos 0 aos 100km/h precisa de 13 segundos e a velocidade máxima fica-se pelos 180km/h (limitada eletronicamente).

MAIS CARROS EM CAR ZOOM